Câmara Municipal

CHIQUINHO TELLES MOBILIZA BANCADA FEDERAL E SENADORES DE MS PARA QUE TODOS OS BANCOS PAGUEM AUXÍLIO EMERGENCIAL

Por meio de sua atuação parlamentar, o líder do prefeito na Câmara Municipal, vereador Chiquinho Telles (PSD), busca soluções urgentes para dar fim às filas quilométricas que estão se formando em frente às agências da Caixa Econômica Federal (CEF) e lotéricas para o recebimento do Auxílio Emergencial.

Diante do quadro caótico que se instalou, na sessão desta terça-feira (5.5), o Vereador encaminhou ofícios à Bancada Federal e senadores de MS, mobilizando-os para alinhar o Ministério da Cidadania, Banco Central do Brasil, Caixa Econômica Federal e outros grandes bancos físicos do País, no sentido de fazer com que as próximas parcelas do Auxílio Emergencial, das pessoas sem contas bancárias indicadas para depósitos, sejam divididas entre as demais agências. Ele vê no atendimento de seu pedido “a saída para pôr fim ao sofrimento dos cidadãos que precisam receber esse dinheiro com rapidez, pois se é emergencial, não pode demorar”.

Em recente ofício enviado ao superintendente Regional da Caixa Econômica Federal, Evandro Narciso de Lima, o Parlamentar solicitou urgente realização de mutirão, inclusive com atendimento aos sábados e domingos. “Mas cheguei à conclusão que um só banco não vai dar conta de atender tanta gente sem aglomerações”, avaliou.

O próprio presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, em recente coletiva transmitida pela internet, afirmou que as filas no pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 são “inevitáveis”. Segundo ele, o governo atua no sentido de reduzir a aglomeração nas agências, mas não possui um plano para resolver a situação. “Não há nenhuma possibilidade de se pagar 50 milhões de pessoas em três semanas e não existir fila. Isso não existe. Não vou prometer o que é impossível. Claramente tem que ter mais cuidado, mas é algo inevitável, pagar 50 milhões de pessoas e não ter fila”, repetiu Guimarães.

Difícil missão para Procon-MS

Por meio também de recente ofício, Chiquinho Telles solicitou urgente providência por parte do titular da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), Marcelo Monteiro Salomão, no sentido de fiscalizar se as agências da Caixa Econômica Federal estão respeitando os direitos das pessoas que aguardam por horas a fio para receber atendimento com relação ao Auxílio Emergencial.

Ao usar o microfone de aparte, durante a última sessão, o Vereador elogiou a atuação do superintendente Marcelo Salomão, que tem realizado ações em defesa do trabalhador. “Ele [Salomão] considerou desumano o que a Caixa Econômica Federal está fazendo com essas pessoas que precisam receber o Auxílio Emergencial”.

Para Chiquinho Telles, a solução do grave problema pode estar na possibilidade de todos os bancos pagarem o Auxílio, não só a CEF. “Essas aglomerações ameaçam a saúde das pessoas que passam por horas intermináveis nas filas, pois estão correndo sério risco de contraírem o coronavírus”, preocupou-se.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo