Campo GrandeNoticias

Roda de conversa debaterá questões fundiárias das Comunidades Remanescentes de Quilombos de MS

Lançada oficialmente no início do mês a campanha “Novembro Negro – Mês da Consciência Negra

Lançada oficialmente no início do mês a campanha “Novembro Negro – Mês da Consciência Negra”, tem como objetivo destacar as lutas históricas da População Negra e evidenciar a importância da Política Pública de Promoção da Igualdade Racial no Estado de Mato Grosso do Sul para o enfrentamento do racismo e para a ampliação e efetivação dos direitos e da cidadania, em consonância com as legislações vigentes.

E dando sequência a programação do mês, a Subsecretaria de Estado de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial realiza nesta terça-feira (10) a primeira roda de conversa on-line para debater os impactos sócio cultural nas questões fundiárias, agrárias e territorialidade dos processos das Comunidades Remanescentes de Quilombos do Estado.

O evento será mediado pela subsecretária de Estado de Políticas para a Promoção da Igualdade Racial, Ana José Alves, e contará com a participação da Coordenadora do Núcleo Institucional de Promoção e Defesa dos Povos Indígenas e da Igualdade Racial e Étnica (NUPIIR); Defensora Pública Neyla Ferreira Mendes e da Dra. Cláudia Pereira Gonçalves, analista em reforma e desenvolvimento agrário, da Superintendência do Incra em Mato Grosso do Sul.

Mato Grosso do Sul tem 22 Comunidades Remanescentes de Quilombos e de acordo com o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 48,49% dos habitantes sul-mato-grossenses se autodeclararam negros.

Esta é a segunda edição da Campanha e devido às restrições sociais impostas pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), terá suas ações realizadas totalmente de forma on-line. Todas as atividades serão transmitidas pelo Facebook da Subsecretária: @SubsRacial.

DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

O Dia Nacional da Consciência Negra é comemorado em todo o país no dia 20 de novembro, em homenagem à data de morte de Zumbi dos Palmares, um escravo que se tornou líder do Quilombo dos Palmares/PE e simbolizou a luta do povo negro contra a escravidão.

A data foi instituída pela lei federal nº 12.519/2011 e tem como objetivo provocar uma reflexão sobre a importância da cultura africana na formação da identidade cultural brasileira.

Acesse aqui a agenda das ações da campanha “Novembro Negro”

Para informações entre em contato pelo e-mail: racial@segov.ms.gov.br ou pelo telefone (67) 3316-9164

Jaqueline Hahn Tente, Subsecretaria Especial de Cidadania (Secid)

Foto: Divulgação

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo