MSNoticias

Programa estadual financia pesquisa com medicamentos anticâncer

Em fase de testes, remédios são capazes de diferenciar as células cancerígenas das saudáveis, diminuindo os efeitos colaterais do tratamento

startup Oncolytic desenvolve uma nova geração de medicamentos para o tratamento de combate ao câncer. Encubada na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e com parceiros em outras instituições de ensino, a empresa foi uma das selecionadas para receber investimentos do Programa Centelha MS, iniciativa da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (Fundect) em parceria com a Financiadora de Projetos do Ministério de Ciência, Tecnologia e Comunicação (Finep).

“A Oncolytic é uma empresa de base tecnológica voltada para o desenvolvimento de uma nova geração de medicamentos para o tratamento de câncer. As atuais formas de tratamento são bastante invasivas e tem baixa seletividade, ou seja, elas não conseguem distinguir quais são as células saudáveis e quais são as células cancerígenas do organismo”, afirma o pesquisador da Oncolytic, Caio Oliveira.

Os medicamentos desenvolvidos pela Oncolytic buscam justamente romper essa barreira. “Nossa proposta enquanto empresa incubada pelo Centelha MS é desenvolver uma nova geração de medicamentos. Esses medicamentos se encontram em fase de teste e são denominados peptídeos anticâncer e podem ser utilizados no tratamento para remoção de tumores” explica.

De acordo com o pesquisador, o medicamento será capaz de alertar o sistema imunológico do paciente sobre o ponto específico onde está localizado o tumor. “Em resposta ao nosso tratamento, o sistema imunológico do paciente passa a reconhecer aquele tumor como algo maligno, essa é uma grande diferença dos medicamentos que já se encontram no mercado. O próprio sistema imunológico começa a reconhecer e atacar o tumor”, indica.

Segundo Oliveira, a Oncolytic tem parceiros na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Universidade Federal de São Paulo e Universidade Federal do ABC. “Contamos com uma rede especialistas que desenham essas moléculas para que elas sejam capazes de atingir o objetivo da nossa proposta”, pontua.

A proposta é finalizar os testes do medicamento e patentear a proposta, para no futuro exportá-la a outros países. “Sabemos que as pesquisas relacionadas ao câncer possui proporções mundiais, ou seja, com o desenvolvimento desse medicamento aqui em Mato Grosso do Sul nós esperamos contribuir com a qualidade de vida de pacientes que estão em tratamento de câncer, não só aqui no Estado, mas podemos extrapolar nossas barreiras a nível de Brasil e a nível de mundo”, acredita.

Centelha MS

O Centelha é uma parceria entre o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul por meio da Fundect e Finep com o objetivo de selecionar ideias inovadoras de startups e empresas iniciantes do Estado. Em Mato Grosso do Sul, 30 empresas foram contempladas com investimentos de até R$ 60 mil reais.

Naiane Mesquita, Fundect
Foto: Fundect

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo