Câmara Municipal

Na Tribuna, juíza federal fala sobre violência contra as mulheres: ‘precisamos ser ouvidas’

Convidada pela vereadora Enfermeira Cida Amaral, através da Procuradoria Especial da Mulher, a juíza federal Raquel Domingues do Amaral utilizou a Tribuna, na sessão desta quinta-feira (10), para falar sobre o tema “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres: epidemia dentro da pandemia”.

“Precisamos ser ouvidas. Precisamos ser ouvidas como mães, como esposas, como membros de poder e como educadoras. Então, peço aos homens que ouçam as mulheres. Somos muito bons em falar, mas, como dizia um grande educador, devemos aprender a ouvir. Devemos nos qualificar para escutar”, refletiu.

A campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” é realizada anualmente em todo o mundo. Ela começa no dia 25 de novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, e vai até 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. No Brasil, a mobilização abrange o período de 20 de novembro a 10 de dezembro.

Em sua fala, a magistrada ainda elogiou a atuação da Câmara, que tem desenvolvido uma série de ações e campanhas visando o combate à violência contra as mulheres. De autoria da vereadora Enfermeira Cida Amaral, tramita na Casa um projeto que prevê a concessão de auxílio-aluguel às mulheres em situação de violência doméstica.

“Venho agradecer a Cida pelo brilhante trabalho. A prova é esse projeto sobre o auxílio-aluguel. Durante a pandemia, muitas mulheres passam por violência doméstica e sequer podem se deslocar até a Casa da Mulher”, analisou.

A juíza ainda lançou um alerta: todas as mulheres estão passíveis de sofrerem algum tipo de violência.

“Quem garante que no futuro não pode ser suas netas? Suas sobrinhas? Todas nós que estamos neste planeta somos vulneráveis. Quando vamos pensar nas minorias, temos que usar empatia e nos colocarmos no lugar dessas pessoas”, finalizou.

Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo