Campo GrandeNoticias

Prefeitura abre habilitação de empresas para transformar campo grande em cidade inteligente

O recurso para seleção dos interessados, com limite de até US$200 mil para cada contratação, é proveniente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)

Foram publicadas nesta sexta-feira (11), no Diário Oficial do Município (Diogrande), duas manifestações de interesse convidando empresas nacionais e internacionais para seleção que prevê prestação de serviços de elaboração de projeto técnico e implantação, gestão e suporte de infraestrutura de dados via fibra óptica; e para implantação da Central de Tecnologia, Inteligência e Monitoramento da Gestão Pública de Campo Grande.

A proposta da Prefeitura é transformar a capital sul-mato-grossense em uma Cidade Inteligente, conceito amplamente difundido em grandes centros urbanos, interligando as unidades de saúde, educação, segurança pública, assistência social, trânsito, obras públicas, administração, finanças e atendimento ao cidadão em uma rede de alta velocidade. Ambos os projetos envolvem a modernização tecnológica para ampliar a rede de internet que atende todos os setores do município.

O recurso para seleção dos interessados, com limite de até US$200 mil para cada contratação, é proveniente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). As seleções servirão para atender o Programa Pró-Cidades, que envolve a implantação e o desenvolvimento de soluções e ferramentas tecnológicas para melhorar a prestação de serviços públicos. Em outubro, a Prefeitura Municipal assinou o contrato de R$27 milhões de financiamento com a Caixa Econômica Federal, uma operação de crédito na linha de financiamento Pró-Cidades na modalidade Modernização Tecnológica Urbana.

As empresas interessadas devem manifestar interesse em participar da seleção até o dia 25 de Janeiro de 2021.

O que é uma Cidade Inteligente?

Uma Cidade Inteligente e sustentável é uma cidade inovadora que utiliza as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) e outros meios para melhorar a qualidade de vida, a eficiência das operações e serviços urbanos e sua competitividade, enquanto garante o atendimento das necessidades das gerações atuais e futuras com relação aos aspectos econômicos, sociais e ambientais. Além disso, ela é atrativa para os cidadãos, empreendedores e trabalhadores, e cria um espaço mais seguro, com melhores serviços e com um ambiente de inovação que estimula soluções criativas, gerando empregos e reduzindo as desigualdades. Com isso, ela promove um ciclo virtuoso que produz não apenas bem-estar econômico e social, mas garante um uso sustentável de seus recursos. Em síntese, uma Cidade Inteligente:

Gera integração que abastece a administração pública com as informações necessárias e transparentes para uma melhor tomada de decisão e gerenciamento orçamentário;

Permite melhor atendimento de usuários de serviços e melhora a imagem dos órgãos públicos, elevando, assim, o grau de satisfação dos habitantes;

Otimiza a alocação de recursos e ajuda a reduzir gastos desnecessários;

Gera procedimentos comuns que aumentam a eficiência do governo;

Produz indicadores de desempenho que auxiliam na medição, comparação e melhoria das políticas públicas;

Permite maior envolvimento da sociedade civil organizada e dos cidadãos na administração por meio do uso de ferramentas tecnológicas que ajudam a monitorar os serviços públicos, apontando problemas, informando e interagindo com a administração municipal para resolvê-los .

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo