MSNoticias

Professores de Tênis se unem e formam chapa para concorrer a Federação

No próximo dia 10, acontecem as eleições 2020 na Federação de Tênis de Mato Grosso do Sul. Fundada em 28 de agosto de 1989, a entidade tem como atual presidente Rubens Grandini, detentor de dois mandatos e Ricardo Serafini como vice.

Nesta segunda-feira, 30, foi o prazo final para inscrição das chapas e um grupo de mais de 30 professores e tenistas, se uniu, para concorrer ao pleito. Com projetos que tem por objetivo o crescimento do tênis desde a base até o máster, o grupo escolheu como candidato o professor João Costa da Silva Neto, com 57 anos de idade e mais de 40 deles dedicados à modalidade.

João, que começou como gandula, passando a rebatedor, tenista e professor da modalidade, foi destaque do tênis sul-mato-grossense desde que chegou por aqui em 1988 vindo de São Paulo, seu estado natal. Recebeu um convite pra dar aula na capital e em 3 meses já tinha mais de 40 alunos em quadra. É casado, pai de 3 filhos, todos tenistas, entre eles, Gabriela Costa, que esteve entre as 500 melhores atletas do mundo, WTA, morando na Argentina e nos Estados Unidos, onde além de treinar, fez faculdade. Ao todo, são mais de 10 tenistas na família de João entre filhos, irmãos, sobrinhos, todos apaixonados pelo tênis.

Na vice presidência da Chapa, denominada “Novos Tempos” e que propõe mudanças, está o professor Rogério Pereira Paz, 42 anos, destaque da modalidade ainda quando jogava juvenil. Paulista, chegou a capital em 1994 e por aqui ficou, sempre trabalhando com o tênis. Paz, assim como João e outros professores, começou como gandula, passando a rebatedor, tenista e professor. Até hoje participa de torneios no estado e fora dele, recentemente, disputou um qualifying da categoria profissional da Liga Paulista de Tênis representando, muito bem, o estado do Mato Grosso do Sul.

A chapa conta com apoio de professores de vários clubes da capital como AABB, Rádio Clube, Circulo Militar, Nipo Brasileiro, Associação dos Engenheiros, Tênis Clube, Estoril, Associação Médica, além de professores que dão aulas em condomínios. No interior do estado, o grupo está forte em Corumbá, Dourados, Três Lagoas e Chapadão do Sul.

De acordo com o candidato à presidência, a ideia do grupo é de união pelo esporte. “O objetivo é unificar, fazer parcerias com clubes, tenistas, empresários, enfim, divulgar o tênis para o crescimento da modalidade que tanto amamos.” revela João.

Rogério Paz, candidato a vice, completa. “Queremos fazer a diferença no tênis sul-mato-grossense, já contamos com o apoio dos professores e agora só depende dos clubes que estão aptos a votar”, explica Paz.

De acordo com o atual presidente da Federação, Rubens Grandini, apenas 4 clubes estão aptos a votar: Rádio Clube Campo Grande, Indaiá e Nipo Brasileiro de Dourados e Ponta Porã Tênis Clube.

* Ainda não foram divulgados os nomes que compõem a outra chapa, que teria Ricardo Serafini como presidente e Alexandre Prado, de Ponta Porã, como vice.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo