Câmara Municipal

Câmara inicia apoio logístico para agilizar entrega das doses de vacina contra Covid-19

A Câmara Municipal de Campo Grande iniciou, na manhã desta quinta-feira (21), apoio logístico à Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) para agilizar a entrega das doses de vacina contra Covid-19, que começam a ser aplicadas em idosos que vivem em abrigos. O Município recebeu 26.898 doses no último dia 18, enviadas pelo Ministério da Saúde.

CLIQUE AQUI para ver a Galeria de Fotos

“Essa é a prioridade do mundo inteiro, o combate ao coronavírus. Agora que já temos acesso às vacinas, aqui em Campo Grande a Câmara Municipal está engajada no sentido de ajudar nessa fase de imunização. Neste sentido estamos disponibilizando apoio logístico com carros e motoristas para fazer o transporte das vacinas até os idosos acamados e com graves problemas de locomoção”, afirmou o vereador Carlos Augusto Borges, Carlão, presidente da Casa de Leis.

Toda a definição dos locais para entrega das doses é feita pela Sesau. A Câmara contribuiu com a cedência de carros e motoristas para levar as equipes de profissionais de saúde que se deslocam até as instituições para realizar a imunização das pessoas nos grupos prioritários. Doses também estão sendo aplicadas em profissionais da saúde da Capital, que atuam na linha de frente no combate ao coronavírus.

“Como foi na vacinação da gripe, tivemos o apoio dos carros, que nos auxiliaram em todos os atendimentos em domicílio. É primordial para executar nossas atribuições. Se não tiver logística de nos levar até o domicilio ou até a instituição de longa permanência, a gente não consegue”, afirmou a enfermeira responsável pelo distrito sanitário do Prosa, Lara Cristina Benatti.

Conforme divulgado pela assessoria de imprensa da prefeitura, as vacinas repassadas para Campo Grande são suficientes para imunizar 12.480 pessoas, considerando a necessidade de aplicação de duas doses para complementar o ciclo de imunização em um período recomendado, de duas a quatro semanas.

“Estamos trazendo esperança para a população. Para nós, é uma tremenda alegria participar na segurança e, agora, ajudando na saúde de Campo Grande”, resumiu o Guarda Municipal Abeci Morales Finamor, um dos responsáveis pela escolta das vacinas.

A vacinação começou na última terça-feira (19) pelas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e CRS (Centros Regionais de Saúde), com os profissionais que atuam na linha de frente, e agora está sendo ampliada para o público de risco.

Nesta quinta-feira, na região do Prosa, são atendidos Vovó Lola (30 doses), Residência Inclusiva (29 doses), Divinitá (7 doses), Recanto Vovó S.A (29 doses) e Casa Senhor (37 doses).

“Estamos muito felizes. Depois de uma longa espera, depois de 11 meses, finalmente temos uma luz. Não vai resolver todo o problema, mas em parte. Temos idosos, funcionários, então irá nos aliviar. Se tivermos algum caso, será mais leve, não iremos precisar de hospital. Vamos esperar a segunda dose para sermos felizes totalmente”, comemorou a diretora da Vó Lola, Dulce de Andrade Hugo.

Apoio – Esta não é a primeira vez que a Câmara Municipal dá suporte logístico às ações da Sesau. Em março de 2020, a Casa já havia cedido veículos durante a campanha de vacinação contra a gripe H1N1. Os carros levaram as vacinas até os pontos de vacinação, bem como até as casas de idosos acamados ou com dificuldades graves de locomoção.

“Estamos seguindo o Plano Nacional de Imunização, e idosos asilados são nossa prioridade. A Câmara tem participado ativamente desse processo, para que possamos ajudar efetivamente, não ficar apenas no papel”, disse o vereador Dr. Sandro Benites, que preside a Comissão instituída para acompanhar a compra de vacinas e o cumprimento do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

Campanha – A vacinação acontece simultaneamente nos hospitais, unidades de atendimento 24 horas, instituições de longa permanência de idoses e residências inclusivas. “Essa é uma estratégia para evitar novos casos principalmente entre aqueles que estão mais vulneráveis à doença”, explica o secretário municipal de saúde, José Mauro Filho.

O público preconizado pelo Ministério da Saúde a ser vacinado durante a campanha é de 233.601 pessoas em Campo Grande, entre profissionais da saúde, idosos, indígenas aldeados, professores, pessoas com deficiência e comorbidades.

Para imunizar o restante da população alvo, assim que novas doses estiverem disponíveis, a Sesau irá disponibilizar as doses da vacina nas 72 unidades de saúde do Município, além de abrir um polo de vacinação e um drive-thru, para atender àqueles que têm dificuldade de locomoção.

Jeozadaque Garcia, Milena Crestani e Paulline Carrilho
Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal
Com informações da PMCG

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo