Câmara Municipal

Comunitário, Presidente Carlão quer Câmara mais acessível e próxima da população

 “Minha bandeira prioritária é a população, principalmente das periferias”, afirma presidente Carlão

Em seu quarto mandato como vereador, Carlos Augusto Borges, conhecido como Carlão, assume a presidência da Câmara de Vereadores de Campo Grande e pretende trazer para o dia a dia da Casa de Leis a essência de seu trabalho: Comunitário Mesmo! A ideia é trabalhar em conjunto com vereadores para esse perfil mais popular do local que denomina como Casa do Povo.

O presidente pretende ter uma Câmara harmônica e independente, priorizando os interesses da população. Nesta fase de pandemia de Covid-19, a saúde terá atenção especial. De origem comunitária e vindo da periferia, Carlão quer focar nas ações que interferem na vida das pessoas e, buscar ao máximo, aproximar a população do Legislativo Municipal.

Em entrevista à Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Campo Grande, o presidente Carlão destacou como será seu mandato como vereador e presidente da Casa de Leis. Confira abaixo os principais trechos da entrevista:

Que palavra o senhor escolheria para definir sua presidência?

Carlão: Popular

Como presidente, quais medidas o senhor pretende implantar já de imediato na sua liderança à frente da Casa de Leis?

Nas primeiras ações estamos organizando a parte administrativa e humana da Casa de Leis. Com esse perfil mais popular, estamos auxiliando os novos vereadores e os reeleitos para que possamos, assim que retomadas as sessões em fevereiro, atender com celeridade e eficiência toda Campo Grande. A questão da saúde, especialmente a pandemia, merece ser tratada como prioridade. Por isso, vamos auxiliar o Executivo em todos os projetos que vierem à Casa sobre o tema.

Em seu quarto mandato como vereador, no que o senhor avalia que a Câmara de Vereadores precisa avançar?

Com toda certeza na proximidade com a população. Precisamos tanto levar o Poder Legislativo aos bairros, quanto trazer a população de volta para a Casa do Povo. Não existe sentido de a Câmara não ser totalmente aberta e acessível à população. Somos o Poder mais próximo da população e para sermos totalmente eficazes, devemos estar atentos, com a participação constante do povo.

Como o senhor avalia que será esta nova legislatura?

Acredito que será plural e participativa. Tenho percebido esse perfil da nova composição da Câmara, tanto por parte dos reeleitos, quanto dos novos pares.

Para o senhor, como será a representação feminina na Casa de Leis tendo apenas uma vereadora?

Infelizmente temos apenas uma vereadora nesta nova legislatura. Mas pelo que percebi Camila Jara terá uma atuação intensa e engajada nas lutas das mulheres e minorias. Ela é  jovem e vem com todo gás necessário para fazer a diferença. Desejo a ela sucesso nessa empreitada.  Tenho vários projetos voltados para a defesa das mulheres, tanto no combate à violência, quanto nas áreas da saúde e educação. Minha equipe de trabalho é, em sua grande maioria, feminina e conheço bem a força da mulher na sociedade.

Como deve ser a relação da Câmara de Vereadores com a Prefeitura nos próximos quatro anos?

Harmônica e independente, sempre priorizando os interesses da população. Cobrando as demandas prioritárias dos campo-grandenses. Fiscalizando a eficiência das ações do Executivo.

Quais serão as medidas que a Câmara e a nova Mesa Diretora devem adotar com relação à pandemia?

Vamos cumprir todos os protocolos indicados pelas autoridades em Saúde. Manter o distanciamento. Em fevereiro, quando formos abrir os trabalhos em Plenário, iremos reunir e definir quais as novas medidas a serem tomadas.

Quais as bandeiras o senhor pretende defender durante seu mandato como presidente e como vereador?

Minha bandeira prioritária é a população, principalmente das periferias. Causas fundamentais como a saúde, emprego, habitação, educação e segurança sempre foram foco da minha atuação e vão permanecer. Sou de origem comunitária e venho da periferia, conheço de perto as consequências da ausência ou ineficiência do Poder Público. Por isso, tenho como meta fazer o que é prioridade e que interfere diretamente na vida das pessoas.

Haverá alguma mudança na Casa de Leis com relação às sessões? Elas continuarão fechadas ao público?

Por enquanto estamos vivendo uma fase complicada da pandemia e temos decretos para evitar aglomerações. Nossas sessões retornam em 18 de fevereiro. Se até lá a situação estiver resolvida com certeza abriremos a Casa do Povo. Mas, infelizmente, hoje não podemos afirmar nada. Acredito que após o período de vacinação, conseguiremos retornar com sessões públicas, inclusive com sessões comunitárias nos bairros e instituições.

Como o senhor pretende aproximar a Casa de Leis da população? E como incentivar a participação popular?

Estimulando o povo a vir à Câmara, facilitando o acesso da população a Casa de Leis, aos gabinetes. Ao público em geral que acessem as redes sociais e site oficial da Casa, sessões abertas, sessões comunitárias e itinerantes. Audiências públicas e eventos com a participação popular. Fazendo campanhas que conscientizem a população sobre a importância de participar da Câmara e de todos os debates do Poder Legislativo. Também para que cobrem e sugiram aos seus representantes as demandas da sociedade.

O que a população de Campo Grande pode esperar da Câmara de Vereadores tendo como presidente o vereador Carlão?

Muito trabalho e dedicação para fazer o melhor a nossa população. Sou assíduo, acessível e constante. Vou permanecer atendendo o povo e me dedicando incansavelmente aos campo-grandenses. Considero que o vereador é um servidor público, um despachante do povo para resolver os problemas do dia-a-dia e também os grandes entraves da sociedade. Não existe milagre em política, são necessários recursos, por isso não prometo facilidades. Ainda mais no Poder Legislativo, em que não detemos a caneta para executar. Mas garanto que vamos Legislar, Reivindicar as prioridades e Fiscalizar o Executivo. Fazer nosso papel com resultados concretos, porque a população está cansada de discursos fáceis. 

Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo