MSNoticias

MS lidera vacinação contra a Covid no país, com mais de 44 mil imunizados

Nesta segunda-feira, o Governo de Mato Grosso do Sul irá lançar a plataforma Vacinômetro

A campanha de imunização contra o coronavírus começou e Mato Grosso do Sul vacinou até o momento 44.152 pessoas contra Covid-19, sendo 24.409 profissionais de saúde, 18.058 indígenas, 1.533 idosos institucionalizados e 152 pessoas com deficiência que vivem em residências inclusivas. Isso representa 39,02% da meta de imunização dos grupos prioritários definidos pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Ao fazer a comparação proporcionalmente à população (2.809 milhões), o Jornal Nacional, da Rede Globo, verificou que Mato Grosso do Sul atingiu o percentual de 1,57% de cobertura, a maior entre todas as unidades da Federação. Distrito Federal aparece em segundo, com 1,45%, seguido por Roraima, com 1,43%. Assista o vídeo aqui.

Os municípios com mais imunizados são Campo Grande, com 8.796 doses aplicadas, Dourados com 3.623 pessoas, Amambai com 2.467, Aquidauana com 2.209, Três Lagoas com 1.613, Caarapó com 1.581, Sidrolândia com 1.366, Dois Irmãos do Buriti com 1.338 e Corumbá com 1.335.

Nesta segunda-feira, o Governo de Mato Grosso do Sul irá lançar a plataforma Vacinômetro, onde poderão ser acessadas as informações detalhadas referentes a vacinação nos municípios do Estado.

Mato Grosso do Sul distribuiu aos municípios 190,9 mil doses de vacina. O Estado recebeu o primeiro lote com 158,7 mil doses da vacina Coronavac  em 18 de janeiro. O segundo lote chegou em 24 de janeiro com 22 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford. O terceiro lote desembarcou em 25 de janeiro, com 10,2 mil doses da vacina Coronavac produzidas no Brasil.

Os municípios estão nessa primeira fase imunizando os idosos com mais de 60 anos que moram em instituições como casas de repouso, pessoas com deficiência em residências inclusivas, além de indígenas que vivem nas aldeias e trabalhadores da área da saúde que estão na linha de frente contra a pandemia de Covid-19. Os idosos acima de 80 anos foram incluídos no público prioritário da primeira fase desde 29 de janeiro.

Texto: Airton Raes (SES) e Paulo Yafusso (Subcom)

Foto: Divulgação

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo