Câmara Municipal

Vereador Guerreiro acompanha obras do Complexo Seminário

O vereador Ronilço Guerreiro tem acompanhado as obras que a Prefeitura Municipal de Campo Grande está executando no Complexo Seminário. O investimento nas obras da região gira em torno de R$ 7 milhões e, além de já ter concluído o terceiro acesso à Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), agora está na fase de recapeamento na Avenida Padre João Falco, Vila Lídia e de controle de enchentes na Rua Três Marias, Vila Marli. Segundo a prefeitura, os serviços também vão impactar o bairro vizinho, Jardim Paradiso.

“Sou da região do Seminário e há muito tempo os moradores esperam por essas obras. O novo acesso para UCDB vai desafogar a Tamandaré e o recapeamento e drenagem vai ajudar a resolver as enchentes em dias de chuva”, comentou Guerreiro.

O vereador tem visitado os mais diversos bairros e acompanhando as obras públicas. “Tenho diariamente caminhado pela cidade, conversado com as pessoas e, principalmente, acompanhado de perto o que tem sido feito pela secretaria de obras. Agradeço muito o prefeito pelo trabalho no Complexo Seminário, pois é uma demanda antiga”, complementou o vereador.

De acordo com a prefeitura, o serviço se estenderá por 350 metros, ligação das avenidas Tamandaré e Rua do Seminário, que também receberão novo pavimento, somando 2,5 km de recapeamento. Já a drenagem na Rua Três Marias, que se estenderá por 1,2 km da Rua Juvenal Dantas até a Avenida Tamandaré, vai captar a enxurrada que desce do Bairro Nossa Senhora das Graças e desviar do Jardim Paradiso, onde algumas ruas ficam tomada pela lama e pelo menos duas vezes desde 2019, em dias de chuva mais intensa, trechos do asfalto foram arrancados.

O projeto

Segundo informações do site da Prefeitura de Campo Grande, como parte do Complexo Seminário, que envolve investimento de R$ 7 milhões, já foi concluído o terceiro acesso à Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) pelas ruas Marechal Câmara e São Faustino. O asfalto já foi concluído, falta a construção do meio fio e calçada. O acesso à universidade, que tem 10 mil alunos, era feito pela Avenida Tamandaré e Rua Cardeal Arcoverde.

Em 2017, quando houve a retomada das obras do Seminário Etapa A, foi concluída a travessia sobre o Córrego Seminário e asfaltado o trecho entre a Tenente Lira e São Basílio e parte da São Justino. A obra parou porque a empreiteira vencedora da licitação (feita em 2014) pediu rescisão de contrato.

Nesta última fase do Seminário Etapa A, será recapeado um trecho de 700 metros da Avenida Tamandaré (entre a Presidente Roosevelt e a Rua Lateral) que ainda não recebeu novo pavimento. O restante da avenida, desde a Julio de Castilho, foi recapeado ano passado. Vão receber asfalto as ruas Teodomiro Serra, Seriema, Araras, Luisa Ribeiro, Bem Te Vi, Doutor Laureano, Theodoro Serra e 2 de Outubro. Entre os bairros Nossa Senhora das Graças, Vila Marli e Nasser, serão asfaltadas as ruas Benedito Pache Terra, Avenida Rosário Congro, General Benedito Xavier, Lindóia, Monte Azul, Bonança, Indaiá, Itabira e Iria.

O projeto prevê a implantação de 1,8 km de drenagem,3,2 km de pavimentação e 2,5 km de recapeamento, além de calçadas e sinalização.

(Matéria com informações do site da Prefeitura Municipal de Campo Grande)

Assessoria de Imprensa do Vereador

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo