MS

Entrega da obra na MS-223 fomenta a economia e geração de emprego para região norte de MS

Obra que liga Costa Rica a Figueirão, ainda vai encurtar em até 80 km o percurso da cidade para Campo Grande

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) entregou nesta manhã (10) a obra de pavimentação de 61 km da rodovia MS-223, que liga a cidade de Costa Rica a Figueirão, em um investimento de R$ 99,9 milhões. Além de ajudar no escoamento da produção, geração de empregos e desenvolvimento da região, este novo trecho vai encurtar em 80 km o percurso até Campo Grande.

“Se trata de um sonho antigo da população, que estamos realizando. Este investimento de R$ 100 milhões vai trazer desenvolvimento, gerar empregos e oportunidades para região, em uma obra de qualidade de engenharia, que vai valer a pena para quem trafegar pela rodovia, além de encurtar (80 km) o caminho para Campo Grande e promover a integração das cidades da região”, afirmou o governador, durante solenidade no município de Costa Rica.

Reinaldo Azambuja lembrou que estes investimentos em infraestrutura vão desenvolver o setor agrícola da região e trazer progresso e empregos para as cidades. “Esta obra serve de exemplo de como deve ser respeitado o dinheiro público, pois temos que primar pela qualidade dos serviços. Conseguimos manter a capacidade de investimento apesar das dificuldades, com coragem, atitudes corretas e fazendo o dever de casa”, descreveu.

Foram entregues pelo governador dois trechos na rodovia MS-233. O primeiro trata da pavimentação de 28,5 km de extensão da cidade de Figueirão até Costa Rica, no valor de R$ 47,4 milhões. O segundo são mais 32,53 km, na continuação do trecho, que teve o custo de R$ 52,4 milhões.

O prefeito de Costa Rica, Cleverson Alves dos Santos, agradeceu ao governador pelos investimentos na cidade e disse que esta parceria será importante para o município. “Temos que agradecer pela inauguração desta obra, em uma rodovia que liga Costa Rica a Figueirão, que se tratam de duas cidades que possuem uma ligação importante, além de ajudar no escoamento da produção e encurtar o caminho para Campo Grande”.

O secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, também destacou a importância da obra para região. “Já estive duas vezes visitando esta obra e podemos constatar a qualidade do que foi construído. Estes investimentos vão trazer desenvolvimento para região Norte, o que mostra que esta gestão é municipalista, sempre primando pela eficiência”.

Tráfego mais seguro

Agnaldo está feliz com a nova rodovia que dará mais segurança

A obra de pavimentação na MS-223 vai melhorar o tráfego para população local, que vai se sentir mais segura na rodovia. “Venho com frequência para Costa Rica por essa rodovia, de quatro a cinco vezes por semana, e as dificuldades eram imensas com o trânsito. Agora ficou muito melhor e mais segura. Está 100% não tenho nem como descrever minha satisfação”, contou o aposentado Agnaldo Alves Ferreira, de 66 anos, que mora em Figueirão.

Ele descreveu que estas melhorias vão ajudar moradores de toda região, como das cidades de Alcinópolis, Camapuã, Chapadão do Sul, Paraiso das Águas, Cassilândia, que seguem inclusive para outros estados como Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal. “Eu sofri muito aqui, já atolei, já quebrei carro, já vi acidente com tragédia, agora vai mudar”.

A obra de pavimentação na região surgiu após a realização do programa “Governo Presente”, onde o governador Reinaldo Azambuja percorreu todas as regiões do Estado, ouvindo os prefeitos, vereadores e lideranças locais, para saber quais eram as demandas e prioridades de cada município.

A solenidade em Costa Rica ocorreu na rodovia MS-223, tendo a participação do secretário Sérgio de Paula (Gestão Política); secretário de Governo, Eduardo Riedel, a deputada Mara Caseiro, líder do Governo na Assembleia Legislativa, acompanhada dos parlamentares estaduais Antônio Vaz, Gerson Claro, João Henrique Catan e Rinaldo Modesto; e prefeitos, vices e vereadores de cidades vizinhas.

Habitação

O governador fez questão de avisar os moradores e autoridades locais que vai continuar os investimentos em habitação no município de Costa Rica. “Nós já fizemos 392 casas aqui na cidade, com terreno doado pela prefeitura, então já falei ao prefeito para separar mais terrenos, que iremos trazer mais habitações ao município”.

Ele revelou que a diretora-presidente da Agehab (Agência de Habitação Popular), Maria do Carmo Avesani, já está em contato com a prefeitura municipal, para viabilizar a construção de novas moradias. “É uma prioridade aqui então vamos cuidar, inclusive já existe uma tratativa em curso e seremos parceiros da habitação. Vamos edificar em vários modelos como FGTS, Lote Urbanizado e Minha Casa, Minha Vida”.

Em 2017 houve a construção de 100 moradias no Residencial Flor do Cerrado por meio do Programa Lote Urbanizado do governo estadual, que tiveram as bases entregues em novembro de 2017, com investimento de R$ 1.076.109,63.

Mari Nascimento foi contemplada com uma casa

“Minha vida melhorou completamente depois que vim morar aqui. Fui contemplada em dezembro de 2019 com o Lote Urbanizado (programa habitacional do Governo do Estado). De lá para cá o município fez a rede de esgoto e o Estado passou o asfalto. Abri minha conveniência e estou muito feliz”, afirmou Mari Nascimento, 38, microempreendedora, que é moradora deste residencial.

Vistorias

O governador aproveitou a agenda em Costa Rica para vistoriar a obra de pavimentação e drenagem na Rua Pintado, que já está com 66% do projeto concluído e tem um investimento do Estado de R$ 608,6 mil.

Além de visitar ao terreno da prefeitura municipal, que está pleiteando a construção de mais 150 unidades habitacionais no município, no Residencial Flor do Cerrado e também participou de uma reunião com o prefeito, vereadores e secretários para discutir as próximas demandas e projetos para cidade.

Leonardo Rocha e Bruno Chaves, Subcom 
Fotos: Saul Schramm

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo