LifestyleNoticias

É melhor tomar banho de manhã ou à noite? Toda a verdade

O momento em que nos lavamos pode afetar o sono, a saúde da pele e do cabelo

Há quem prefira tomar banho logo de manhã e aqueles que preferem fazê-lo à noite. Os primeiros argumentam que a ducha matinal os deixa mais despertos, já os segundos dizem que os ajuda a dormir. Mas, quem está certo?

Ora, segundo um artigo publicado no jornal El País, relativamente à indução do sono, parece que os dois casos.

“Cientificamente, há ainda muito a ser demonstrado e avaliado”, conta ao jornal Carlos Egea, membro da ociedade Espanhola do Sono.

“Agora, a associação entre o banho noturno e um bom sono está arraigada na nossa cultura. Tradicionalmente, as avós e mães dão banho às crianças à noite para que durmam melhor. Se continua a ser feito dessa forma, é porque funciona e não são necessários testes científicos”, argumenta o especialista. A lógica resulta do mecanismo corporal que causa naturalmente sonolência.

“Iniciamos o sono quando a temperatura corporal baixa. Um banho que não supere 38 graus pode trazer, após um dia de intensa atividade e exercício, um efeito relaxante e ajudar a diminuir os graus”, diz Egea.

Já o médico Raúl Quevedo Blasco, professor da Faculdade de Psicologia e do Centro de Pesquisa Mente, Cérebro e Comportamento da Universidade de Granada, explica como decorre o fenômeno.

“Quando alguém toma banho, a temperatura interna do corpo aumenta. A sua redução gradual quando saímos do banho e nos secamos induz, indiretamente, o sono”. Dando um conselho sobre como aproveitá-lo: “deve ser pausado e prolongado para permitir ao corpo subir o termômetro, até que se notem os músculos relaxados. Podemos falar de 15 minutos sob o jato de água ou submersos na banheira”.

Entretanto, o banho matinal, por sua vez, atenua a dificuldade em despertar. De acordo com Egea, “por inércia leva algum um tempo para recuperar a lucidez, uma ducha faz com que a atenção chegue antes”. Para que esse efeito seja melhor, o conselho reside na temperatura da água: “é melhor um banho frio para reativar a circulação”, refere.

A saúde da pele e do cabelo

Relativamente ao cuidado da pele e do cabelo, o processo difere.

“Não há um momento exatocada pele e cada cabelo necessitam de uma frequência, um tipo e um tempo de banho particular”, afirma Javier Pedraz, dermatologista e diretor médico da Clínica Insparya.

“As mudanças de temperatura não fazem bem. Por isso costuma aconselhar-se tomar banho à noite: ao não sair à rua, não ocorre uma mudança tão brusca entre a temperatura, sobretudo no inverno

Adicionalmente, a médica Paloma Borregón, membro da Academia Espanhola de Dermatologia e Venereologia, também dá primazia ao banho noturno.

“Serve para retirar a sujeira que apanhamos na rua pela poluição, e após fazer exercício. Quem pratica esporte de manhã, evidentemente, preferirá lavar-se após suar”. A especialista destaca ainda que o mais importante é aplicar creme hidratante depois do banho, de manhã ou de noite.

“Os saboneteseliminam a camada protetora e devemos fortalecê-la novamente”, menciona Borregón.

Diferenciando entre o corpo e rosto. “O primeiro só se lava uma vez por dia, porque podemos alterar o microbioma e favorecer infecções. O rosto tem mais glândulas sebáceas que o hidratam por si, e temos delimpá-lo duas vezes. De noite, removemos a maquiagem e/ou a sujeira do dia. De manhã, após a troca celular do descanso, para retirar as camadas mortas”, conclui.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo