Câmara Municipal

Vereadores participam de audiência com presidente do TJMS para tentar manter Juizado Especial das Moreninhas

Uma comissão formada pelo vereadores Zé da Farmácia (PODEMOS), Clodoílson (PODEMOS) Alírio Vilassanti (PSL), Beto Avelar (PSD) e Coringa (PSD), moradores das Moreninhas e integrantes do grupo Juristas pela Democracia estiveram reunidos com presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul(TJMS), Carlos Eduardo Contar para discutir sobre a retirada do Juizado Especial das Moreninhas.

De acordo com o vereador Zé da Farmácia, o presidente do TJMS disse que a decisão do fechamento era irreversível.

“O presidente do tribunal afirmou que não teria como reverter a decisão, pois ela foi colegiada, e que a única juíza do espaço também tinha pedido remoção e que aceita sugestões de novas utilidades para o prédio, que poderia abrigar um prático com inúmeros serviços ou ainda também abrir cursos profissionalizantes em parcerias com o FIEMS/SENAI, por exemplo”, avaliou.

Para o vereador, a comunidade deve ser consultada sobre as necessidades da população daquela região.

“A Moreninha foi dilapida mais uma vez, nos últimos anos nas Moreninhas nada se constrói, só se destrói, se retira, se perde, foi-se a maternidade, o cartório, posto do INSS, e agora o nosso juizado espacial.  Temos que ouvir a população, o que eles querem, quando cheguei nas Moreninhas há algumas décadas atrás, tinha um banco postal em que as pessoas pagavam as prestações das suas casas. O povo moreninhense não pode ficar mais triste”, comentou Zë da Farmácia.

Assessoria de Imprensa do Vereador

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo