MSNoticias

Governo continua investimentos para tornar gestão mais eficiente e qualificar serviços

Para aprimorar e tornar a gestão pública mais eficiente, o Governo do Estado contratou a empresa Steinbeis – Sibe do Brasil, que vai prestar o serviço de consultoria no setor, com o objetivo de melhorar as compras públicas, reduzir os custos e aperfeiçoar os trabalhos internos. As reuniões e atividades já começaram neste mês de março.

Esta contratação foi feita com recursos do Profisco II (Programa de Apoio à Gestão dos Fiscos do Brasil), para o trabalho de consultoria no período de 13 meses. O grupo foi escolhido após processo de seleção, com custo de R$ 850 mil, tendo a participação de outras empresas de renome nacional.

O diretor-executivo da empresa, Peter Dostler, participou de reuniões, na última semana, nas secretarias estaduais. “A empresa começou os trabalhos agora em março e vai enviar equipes ao Estado ao longo dos meses, além do contato direto pelo meio virtual, dos quais já estamos adaptados devido a pandemia”, destacou o superintendente de Gestão Estratégica da Secretaria de Governo, Thaner Nogueira.

O contato mais direto será com a Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Sefaz), Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Segov) e Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD), mas as estratégias irão envolver todas as pastas do Governo do Estado.

“O objetivo é melhorar ainda mais a gestão pública, com estratégias adequadas a este novo momento em função da pandemia, assim como melhorar nossos processos internos, fazendo os ajustes adequados, que nos trará uma gestão de mais resultados, em relação a prazos e serviços de qualidade à população”, explicou Nogueira.

Diretor-executivo da empresa Steinbeis – Sibe do Brasil, Peter Dostler

Melhorias 

Um dos objetivos é melhorar ações de gestão pública, como no processo de compras (públicas), visão mais eficiente na gestão financeira, assim como redução de custos da máquina. “Vamos amadurecer este processo que começou em 2015, chegando agora para uma nova versão mais moderna e automatizada”, disse o superintendente.

O diretor da empresa, Peter Dostler, destacou que Mato Grosso do Sul tem um grande potencial de crescimento e que chamou sua atenção a elaboração do projeto e contrato firmado. “Tenho mais de 20 anos de experiência em gestão pública e temos a intenção de transferir este conhecimento para as secretarias, que possuem profissionais competentes e qualificados”.

O diretor disse que o foco é melhorar a prestação de serviços públicos e tornar os trabalhos mais ágeis e eficientes “Planejar significa ter foco e o momento é de definir o foco até o final de 2022, se concentrando nas ações da Segov e Sefaz, que devem ser o farol da gestão”.

Profisco II

O projeto é mais uma iniciativa com recursos do Profisco II, que se trata de um programa criado para melhorar e modernizar o fisco estadual, assim como a gestão pública do Estado. Em Mato Grosso do Sul serão investidos US$ 47 milhões, obtidos junto ao BID (Banco Internacional de Desenvolvimento) e US$ 5,3 mi como contrapartida (governo estadual) em cinco anos.

Esta linha de crédito foi concedida pelo BID aos estados e ao Distrito Federal, com garantia do governo federal. Entre as ações previstas para usar estes recursos estão estudos para Parceria Público Privada (PPP), análise sobre investimentos, formas de reduzir custos e gastos na máquina pública, melhoria nas despesas e também na área tributária.

Leonardo Rocha, Subcom

Fotos: Edemir Rodrigues

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo