MSNoticias

Investimentos do Estado preservam o setor e dão suporte para Bonito enfrentar a crise

Os investimentos do Governo do Estado em infraestrutura e em outros setores de Bonito, onde em pouco mais de cinco anos o governador Reinaldo Azambuja destinou mais de R$ 140 milhões, têm sido fundamentais na sustentação da economia local, em especial no turismo, para superar a crise gerada pela pandemia do coronavírus. A melhoria da logística ampliou os acessos por boas rodovias e preparou o aeroporto local para receber novos voos.

A reabertura da Gruta do Lago Azul, principal atrativo da Capital do Ecoturismo, na última quinta-feira (18), é resultado da parceria do Governo do Estado com a prefeitura. As ações em conjunto garantiram a cessão da cavidade pela União e a formalização de convênio com o Imasul (Instituto de Meio Ambiente de MS) para utilização da unidade de conservação, onde se insere a gruta.

“O setor passa por um momento de dificuldade devido a pandemia da covid-19. Isso ocorre em todo o mundo. Aqui em MS vamos manter o setor ativo e alavanca-lo ainda mais quando esta crise sanitária passar”, disse o secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel.

“O processo de fechamento do atrativo, há um ano, foi motivado por uma série de problemas burocráticos e legais, relativos à unidade de conservação e a titularidade da cavidade, aliados à pandemia”, explica Jaime Verruck, titular da secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro)

“Por meio do Imasul, criamos um plano de manejo para a gruta, que foi fundamental para a sua reabertura, estabelecendo normas de uso e limite técnico de visitação para cumprir protocolos de biossegurança relativos à pandemia”, reforçou o secretário

Conquista para Bonito

O convênio entre o Governo e o Município foi primordial para garantir a gestão da gruta junto à Secretaria do Patrimônio da União (SPU), formalizada em fevereiro deste ano, e solucionar pendências antigas com a elaboração de um plano de investimento da prefeitura na gruta, focado no atendimento e atratividade de um atrativo reconhecido nacionalmente e internacionalmente, e recolhimento de uma taxa de visitação ao Estado.

“Avançamos muito com a regulamentação e exploração da gruta pelo município, um atrativo que se tornou uma referência, todos que vão a Bonito querem conhecer suas belezas”, destaca Verruck, citando o asfaltamento do acesso (rodovia MS-382) à gruta, já entregue pelo governador Reinaldo Azambuja, como uma obra vital para o desenvolvimento do turismo local. “O governo está estudando outros projetos de infraestrutura para atender a região”, anuncia.

Para o prefeito de Bonito, Josmail Rodrigues, a participação do Estado foi decisiva para a reabertura da gruta e os acordos que eliminaram os problemas burocráticos que envolviam o atrativo. “Quero agradecer o empenho do nosso governador e sua equipe por essa conquista de todos. Sem o apoio e esforço do Imasul não estaríamos comemorando essa vitória. Com total segurança e apoio do Estado, vamos retomar o turismo gradativamente”, disse.

Sem amarras burocráticas

Josmail reconhece que a parceria do governo ao entregar obras estruturantes tem minimizado os efeitos da crise econômica, em especial no turismo, a principal receita do município. “A presença do Estado tem nos ajudado a sair da crise e tenho certeza que estaremos prontos para superar esse momento difícil que passamos”, frisa. “Este é um governo que não mistura política com gestão e desde nossa posse temos garantido muitos projetos para Bonito.”

O retorno das atividades na Gruta do Lago Azul foi tranquilo, nesta quinta-feira, com fluxo normal de visitantes ao cartão-postal da cidade turística. Todos os detalhes foram pensados e repensados, como define Juliana Ferreira Salvadori, secretária municipal de Turismo, Indústria e Comércio. O espaço, que inclui uma estrutura de recepção, foi reformado e os passeios fluíram normalmente, com os visitantes demonstrando ansiedade na volta do atrativo.

O Governo e a Prefeitura decidiram reduzir o número de visitantes, de 305 para 72 por dia, devido à pandemia do coronavírus, com a formação de oito grupos, cada um formado por nove pessoas. O horário de visitação é das 7h às 14h. Até 2019, a gruta recebia mais de 70 mil visitantes por ano. Na reabertura, o prefeito Josmail Rodrigues deu as boas-vindas aos turistas, acompanhado do vice-prefeito, Juca Ygarapé, e da secretaria Juliana Salvadori.

Reportagem feita com base em informações da assessoria de imprensa do Governo do Estado

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo