MSNoticias

Sudeco amplia rol de cooperativas autorizadas a operar recursos do FCO em Mato Grosso do Sul

Associados das cooperativas de crédito que operam em território sul-mato-grossense têm agora mais opções de instituições desse setor autorizadas a atuar como repassadoras dos recursos do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste). Conforme comunicado da Sudeco ao Banco do Brasil, de 22 de fevereiro, além do Banco Cooperativo SICREDI S.A, a CREDICOAMO – Cooperativa de Crédito Rural, também está operando os recursos do FCO no Estado – no caso, somente na modalidade rural.

O Banco Cooperativo do Brasil S.A – BANCOOB e a Cooperativa Central de Crédito Rural com Interação Solidária – Central CRESOL SICOPER, já estão autorizados a fazer operações de crédito com recursos do Fundo, mas ainda não iniciaram essa modalidade.

Para o ano de 2021, Mato Grosso do Sul tem disponível R$ 1,698 bilhão em recursos do FCO para o financiamento de novos empreendimentos rurais e empresariais. Cerca de R$ 1,4 bilhão é operado pelo Banco do Brasil e os R$ 298 milhões restantes, pelas cooperativas de crédito e pelo BRDE (Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul).

O fomento ao cooperativismo em Mato Grosso do Sul é uma linha estratégica na política de desenvolvimento econômico do Governo do Estado, implementada pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) por meio do do Procoop – Programa Estadual de Desenvolvimento e Fortalecimento do Cooperativismo em MS.

“Mato Grosso do Sul foi um dos defensores da inclusão das cooperativas de crédito nas operações dos recursos do FCO, junto ao Conselho Deliberativo da Sudeco. Temos uma expectativa muito otimista do setor, já que iniciamos o exercício de 2021 com o ‘sistema rodando’ e oferecendo mais uma alternativa para novos empreendimentos no Estado”, finaliza o secretário Jaime Verruck, da Semagro.

Marcelo Armôa, Assessoria de Comunicação da Semagro

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo