Tecnologia

Apple processa ex-funcionário que teria roubado informações sigilosas


source
Apple acusa ex-funcionário
Unsplash/Medhat Dawoud

Apple acusa ex-funcionário

A Apple anunciou nesta quinta-feira (11) que está processando um ex-funcionário que teria roubado e vendido informações sigilosas sobre produtos ainda não lançados da gigante de tecnologia . O design de produtos Simon Lancaster teria revelado segredos comerciais da companhia. As informações são do site Appleinsider.

De acordo com o site, o objetivo de Lancaster era se beneficiar abrindo sua própria empresa. O ex-funcionário da Apple teria mantido contato frequente com um repórter (de veículo não identificado) desde 2018, repassando informações.

Lancaster foi funcionário da Apple desde 2008, e participou da equipe que criou o MacBook Pro . Além disso, ele também atuou em projetos que ainda não foram divulgados. Em outubro de 2019, ele informou ao repórter que pediria demissão, e ofereceu uma matéria sobre sua nova startup, compartinhando informações digilosas da Apple.

O repórter, então, pediu que ele obtivesse dados sobre um produto chamado “Project X”, da Apple, mas a empresa pefiu para que Lancaster não estivesse presente nas reuniões sobre o produto.

Agora, a Apple acusa Lancaster de usar suas credenciais para baixar arquivos confidenciais da empresa em seus últimos dias como funcionário. Além disso, a gigante de tecnologia alega que ele tenha vendido e compartilhado esses dados sigilosos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo