MSNoticias

Bolsistas da Fundesporte conquistam quatro medalhas no Aberto de Canoagem Slalom e Descida

A competição foi realizada nas águas do Rio Paranhana, no Parque Municipal das Laranjeiras, em Três Coroas (RS)

Mato Grosso do Sul faturou quatro medalhas no Campeonato Aberto de Canoagem Slalom e Descida 2020, no último final de semana (9 a 11 de outubro). Os aquidauanenses Edgar Silva Balbuena e Rafael Girotto, contemplados pelo programa Bolsa Atleta, concedido pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), subiram ao pódio em duas ocasiões cada.

A competição foi realizada nas águas do Rio Paranhana, no Parque Municipal das Laranjeiras, em Três Coroas (RS), a cerca de 100 quilômetros da capital Porto Alegre (RS) e foi válida pelo Campeonato Gaúcho de Canoagem. Os atletas sul-mato-grossenses foram convidados para o campeonato, o primeiro da modalidade “descida” a ser organizado no país em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

No sábado (10), Edgar Balbuena conquistou a medalha de ouro na prova de descida clássica (3,5 km), pela categoria sênior, ao bater a marca de 11min38s730. Na mesma disputa, Rafael Girotto alcançou o bronze, com o tempo de 12min00s441. A prata ficou com o venezuelano Melquisidec Vega (11min58s491).

Já no domingo (11), aconteceu a prova de velocidade (sprint), com percurso de 250 metros nas corredeiras do Rio Paranhana. Girotto faturou a condecoração prateada, ao terminar o trajeto em 56s046. Logo atrás, Balbuena registrou 57s060 e pegou a medalha de bronze. Pedro Aversa, de Piracicaba-SP, terminou na primeira posição (54s007).

As provas foram no Rio Paranhana, no Parque Municipal das Laranjeiras, em Três Coroas (RS)

O Aberto de Canoagem seguiu à risca protocolos de biossegurança por conta da Covid-19, sem a presença de público e premiação individual, com distanciamento entre os atletas. Para Girotto, o evento na Região Sul foi importante para a retomada de competições do calendário nacional. Três Coroas (RS) é uma das principais cidades-sede da canoagem no país.

“É uma sensação muito boa voltar a competir. Ficamos muito felizes por trazer medalhas para casa e mais ainda por retornar às águas num campeonato. O evento foi bastante importante para essa retomada e também serviu como treino para nós. Esse será o mesmo percurso onde acontecerá o Campeonato Brasileiro do ano que vem e, provavelmente, a seletiva ao Mundial. Isso já gera uma expectativa bastante boa em relação a 2021”, relata o canoísta de Aquidauana.

Balbuena confessa que subir ao pódio duas vezes, em sua primeira competição desde o início da pandemia, é fator de motivação para continuar treinando. “Representamos muito bem Mato Grosso do Sul e é um orgulho ter conquistado medalhas pro nosso Estado nesse período tão complicado. Com certeza, é um motivo a mais para continuarmos treinando para as próximas competições que vêm por aí e atingir mais pódios”.

A delegação sul-mato-grossense ainda foi composta pelo atleta Fernando Sadakane e o auxiliar técnico Afonso Brandão.

Lucas Castro, Fundesporte

Fotos: Divulgação

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo