PET

Cachorro PCR? Pesquisa mostra que cães farejam covid19 com 94% de precisão


source
Cachorros fantasiados de médico
Foto de Sam Lion no Pexels

Cachorros fantasiados de médico

No começo da pandemia muita gente teve medo que cachorros e gatos pudessem transmitir ou se contaminar com o coronavírus –  como registraram alguns casos isolados . Entretanto,  alguns estudos estão buscando cães farejadores como aliados na identificação de pessoas contaminadas com Covid19.

O estudo mais recente é de uma parceria realizada entre um centro de pesquisa canina e duas universidades britânicas foi divulgado online , onde seis cachorros detetives detectaram o vírus da Covid19 em centenas de amostras com 94% de precisão.

Falso negativo ou falso positivo

Além disso, os pesquisadores também verificaram qual a margem de erro nas identificações feitas pelos peludos e os resultados também foram animadores. Nos sensores foi apresentado 98% de sensibilidade – isso quer dizer que a possibilidade de ser falso negativo é minúscula – e 99% a 100% de especificidade (também é baixa a chance de um falso positivo).

Aeroportos

O estudo também apresenta estimativas sobre como os cães farejadores podem atuar nos aeroportos. Eles verificaram que dois cachorros são capazes de rastrear 300 passageiros de avião em cerca de 30 minutos. Assim, quem fosse acusado como positivo pelo cão detetive deveria fazer um teste do tipo PCR para confirmar o diagnóstico.

Além dos testes feitos na Finlândia e na Rússia, França e Tailândia são alguns dos países que não participaram deste estudo, mas já adotaram os cães farejadores como funcionários dos aeroportos para identificar o coronavírus.

Fonte: IG PET

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo