Publicidade
Publicidade
Campo Grande - MS - 21/01/2020 - 10:00 AM

Política

Sobre a vida política.

AGENTES FEDERAIS VIGIAM PASSOS DE LULA, DIZ REVISTA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem até às 17h desta sexta-feira (6) para se entregar na sede da Polícia Federal em Curitiba. No entanto, caso o petista não se entregue, agentes da PF já monitoram os seus passos, segundo informa a revista Veja.

A publicação destaca que agentes disfarçados seguiram os passos de Lula desde o momento em que ele encerrou o expediente no Instituto Lula, na capital paulista, e seguiu para a sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo. Saiba mais…

MORO TEM OBSESSÃO, ÓDIO E RANCOR A LULA, DIZ GLEISI HOFFMANN

    A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou na noite desta quinta-feira, 5, que não há outro motivo para justificar a decisão do juiz Sérgio Moro de emitir um mandado de prisão contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que “não seja a sua obsessão, ódio e rancor” ao ex-presidente.

    “Chega a ser doentio por parte do juiz Moro não observar prazos recursais que ainda temos diante do TRF-4, sequer esperar a publicação da decisão do STF. Isso é um atentado à democracia, aos direitos do presidente Lula”, afirmou a senadora. “Moro não conseguiu mostrar provas nem o crime que Lula cometeu”, acrescentou. Saiba mais…

    OPOSITOR DE LULA É HOSPITALIZADO APÓS CONFUSÃO NO INSTITUTO

      Um manifestante foi hospitalizado após confusão na porta do Instituto Lula.

      O juiz Sergio Moro determinou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se entregue até as 17h de amanhã.

      O problema começou quando um opositor interrompeu uma entrevista do líder do PT no Senado, Lindbergh Farias (RJ), aos gritos de “viado” e “filho da puta”.

      “Vem apanhar aqui seu filho da puta. Vai ser reeleito aqui, seu viado?”, gritava o manifestante.

      Irritado, Lindbergh se dirigiu em direção ao homem o desafiando a falar na sua cara.

      Um apoiador de Lula deu um chute no manifestante, que bateu com a cabeça no para-choque de um caminhão e caiu no meio da rua.

      Dirigentes petistas, que estavam na porta do prédio, foram para seus carros incentivados pelo tesoureiro do PT, Emídio de Souza.

      O manifestante foi atendido no hospital que fica em frente ao instituto Lula.

      Com informações da Folhapress.

      LULA PODE PEDIR URGÊNCIA NA ONU PARA GARANTIR DIREITOS POLÍTICOS

        A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de negar habeas corpus preventivo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não fará necessariamente com que o caso apresentado pelos advogados do brasileiro na ONU ganhe um status de prioridade ou que uma decisão seja antecipada.

        Mas as leis do Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas permitem que Lula possa pedir que medidas urgentes sejam solicitadas para assegurar seus direitos políticos, enquanto tramita seu processo em Genebra.

        Por enquanto, o organismo indicou que a defesa de Lula não apresentou um pedido neste sentido. Mas que tal iniciativa foi adotada no que se refere à situação de políticos catalães, presos nos últimos meses. As informações são dos membros do Comitê de Direitos Humanos, órgão que está lidando com a queixa do ex-presidente.

        O caso de Lula foi levado ao Comitê de Direitos Humanos Nações Unidas em julho de 2016, pelo advogado Geoffrey Robertson. A denúncia central era de que o juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba, Sérgio Moro, estaria sendo parcial no julgamento do ex-presidente. Em outubro daquele ano, as equipes legais da ONU aceitaram dar início ao exame.

        Mas, pela primeira vez, peritos do Comitê revelam o motivo pelo qual, um ano e meio depois, o caso ainda não conseguiu ser avaliado em seu mérito: em um processo sigiloso, o Estado brasileiro e Lula se enfrentam sobre a questão da capacidade do sistema judiciário brasileiro lidar de forma isenta do caso e o esgotamento dos recursos domésticos. Saiba mais…

        PT CRITICA DECISÃO DO STF E DIZ QUE HOJE É “DIA TRÁGICO PARA A DEMOCRACIA”

          Da Agência Brasil

          Após o Supremo Tribunal Federal (STF) ter rejeitado o pedido de habeas corpus preventivo para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Partido dos Trabalhadores (PT) divulgou nota afirmando que hoje “é um dia trágico para a democracia e para o Brasil”.

          Para o partido, a Constituição “foi rasgada por quem deveria defendê-la e a maioria do Supremo Tribunal Federal sancionou mais uma violência contra o maior líder popular do país, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva”.

          Na nota, a legenda diz ainda que “ao pautar o julgamento do habeas corpus de Lula, antes de apreciar as ações que restabelecem a presunção da inocência como regra geral, a presidenta do STF determinou mais um procedimento de exceção”. Saiba mais…

          MESMO COM REJEIÇÃO DE HABEAS CORPUS, INÍCIO DA PRISÃO DE LULA AINDA NÃO TEM DATA

            Felipe Pontes – Repórter da Agência Brasil

            Com a rejeição do habeas corpus preventivo pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esgota as possibilidades de recorrer contra sua eventual prisão. Apesar de a Corte ter negado o pedido, Lula não deve ser preso imediatamente.

            É preciso que o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba e responsável pela condenação na primeira instância, emita um mandado de prisão.

            Há ainda trâmites processuais pendentes no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), segunda instância da Justiça Federal com sede em Porto Alegre, o que pode retardar a ordem de prisão. Saiba mais…

            LULA PODE SER PRESO AMANHÃ? ENTENDA O QUE ACONTECE APÓS DECISÃO DO STF

              Os desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Victor Luiz dos Santos Laus, João Pedro Gebran Neto e Leandro Paulsen, negaram, no último dia 26, os embargos de declaração do ex-presidente Lula, que já não tinham o poder de mudar a sentença imposta a ele, mas apenas esclarecer alguns pontos.

              No entanto, apesar do resultado, ainda restará à defesa de Lula mais uma chance. Seria o “embargo do embargo”, que consiste no pedido, por parte dos advogados, de esclarecimentos sobre a decisão.

              A defesa será intimada, via processo eletrônico, para ciência do acórdão referente à sessão do dia 26 de março, tendo dez dias para abrir o documento. Após este prazo, terá mais dois dias para entrar com últimos embargos.

              Já o TRF-4 tem até dez dias para publicar o acórdão, a partir do dia 26 último. Algumas horas após o julgamento, foi enviado ao juiz de primeira instância, Sérgio Moro, um extrato da ata da sessão.

              Em janeiro último, o TRF-4 confirmou a condenação imposta a Lula pelo juiz Sérgio Moro, na ação penal envolvendo o tríplex no Guarujá (SP). A pena ainda foi revisada e aumentou para 12 anos e um mês de prisão, por corrupção e lavagem de dinheiro.

              Apesar disso, Lula ainda não pode ser preso, pelo menos até o julgamento do habeas corpus preventivo pelo Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quarta-feira (4), a partir das 14 horas. Por meio do recurso, os advogados tentam impedir a prisão do petista após condenação em segunda instância. Saiba mais…

              JANOT CRITICA SOLTURA DE AMIGOS DE TEMER E SUGERE CONDUÇÃO COERCITIVA

                O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot criticou a a liberação de presos da Operação Skala, entre ele dois amigos do presidente Michel Temer, em sua conta no Twitter na noite deste sábado (31).

                “Não teria sido o caso então de pedir condução coercitiva ao invés de prisão? Voltou a ser assim? E vai continuar sendo assim?”, escreveu o ex-PGR na rede sociais.

                Janot elaborou duas denúncias contra Temer no ano passado. Sua sucessora, Raquel Dodge, fez pedido de liberdade aos envolvidos na operação ontem, e teve pedido aceito pelo ministro Luiz Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).

                As conduções coercitivas, sugeridas por Janot, estão suspensas desde dezembro de 2017 por decisão do ministro STF Gilmar Mendes. O entendimento de Gilmar sobre pedidos que obrigam investigados a serem levados à polícia para prestar depoimento ainda será analisado no plenário da Corte.

                MARUN ATACA JANOT COM ‘TEXTÃO’ NAS REDES SOCIAIS

                  Principal homem da “tropa de choque” do presidente Michel Temer, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, falou grosso contra o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot.

                  “Janot, que teve a proteção de Raquel Dodge para conseguir fugir do depoimento à CPI da JBS, agora tenta condicioná-la com críticas irônicas à sua atuação”, escreveu em “textão” no Facebook. A crítica deve-se ao fato de Janot ter criticado o pedido de soltura de aliados do presidente requerido pela procuradora Raquel Dodge.

                  “(Janot) Deveria explicar por que mandou gravar ilegalmente o presidente, por que mentiu sobre a data do início das tratativas da delação dos Batista, por que lhes concedeu este inédito e milionário perdão eterno e por que protegeu a exaustão Marcelo Müller”, prosseguiu. Saiba mais…

                  MINISTRO DO PLANEJAMENTO SERÁ O NOVO PRESIDENTE DO BNDES

                    Felipe Pontes – Repórter da Agência Brasil

                    O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, irá deixar o cargo para assumir a presidência do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

                    A informação foi confirmada hoje (1º) pelo Palácio do Planalto. O novo ministro do Planejamento será Esteves Colnago, atual secretário-executivo do ministério.

                    Esta é uma das mudanças na equipe de governo em decorrência da saída de ministros tendo em vista a disputa eleitoral deste ano. O prazo para quem pretende disputar algum cargo em outubro se encerra no próximo sábado, 7 de abril.

                    Amanhã, o presidente Michel Temer dará posse ao novo ministro da Saúde, Gilberto Occhi, que deixou a presidência da Caixa Econômica Federal. O novo ministro dos Transportes, Valter Casimiro Silveira, também será empossado no lugar de Maurício Quintella. Saiba mais…