Publicidade
Publicidade
Campo Grande - MS - 22/05/2019 - 2:35 AM

Só Pets

MÉDICA VETERINÁRIA DÁ 10 DICAS PARA PROTEGER PETS DURANTE O FRIO

Manter animais longe do sereno, evitar banhos quentes demais e passeios muito cedo ou muito tarde são algumas dicas. Crédito: Jonathan Willier/Flickr. Saiba mais…

CONHEÇA AS PRINCIPAIS RAÇAS DE GATOS GIGANTES

07O tamanho não é a única diferença dos gatos gigantes para os gatos comuns, saiba quais são as outras e conheça as principais raças

Pelo menos alguma vez você já deve ter se impressionado com o tamanho de um gato gigante, seja pessoalmente ou por fotos. Não é à toa que esses animais chamam a atenção, o tamanho deles é muito maior do que o dos gatos comuns que estamos acostumados a ver no dia a dia. Enquanto as raças tradicionais costumam pesar em torno de 4 e 7 Kgs, os gatos gigantes fêmeas costumam alcançar a casa dos 10 Kg e os machos a dos 14 Kg. Saiba mais…

MANTENHA OS CÃES PROTEGIDOS E SAUDÁVEIS PARA SE DIVERTIR NO VERÃO

O verão chegou e, junto com ele, chegaram também as férias e viagens. Os pets estão cada vez mais presentes nesses momentos com as famílias, o que é muito saudável para o seu bem-estar e a interação com os seus tutores. Entretanto, a temporada de verão pede por cuidados básicos para os cães, mesmo para atividades rotineiras como passeios, a fim de protegê-los do calor excessivo. Confira algumas dicas: Saiba mais…

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA EM CÃES: TRATAMENTO ADEQUADO PERMITE LONGEVIDADE E QUALIDADE DE VIDA AO ANIMAL

A Insuficiência Cardíaca Congestiva acomete mais frequentemente cães de meia-idade e idosos. Embora não haja cura, o diagnóstico precoce e o tratamento adequado conduzido pelo médico-veterinário para alívio dos sintomas podem levar os cães a viverem mais e melhor

A insuficiência Cardíaca Congestiva (ICC) ocorre quando o coração já não é mais capaz de fornecer a quantidade necessária de sangue ao organismo, ou seja, quando perde sua capacidade de bombear o sangue.

“Inicialmente, os sintomas da ICC em cães podem ser silenciosos, motivo pelo qual todo cão deve passar por consultas anuais com um médico-veterinário para um check-up de rotina, a fim de possibilitar um diagnóstico precoce”, orienta Gabriela Rosa, médica-veterinária e gerente técnica de Pets da Boehringer Ingelheim Saúde Animal.

Quando existentes, os sintomas relacionados à ICC que os cães podem apresentar incluem tosse, dificuldade em respirar, intolerância a exercícios, falta de energia, diminuição do apetite, emagrecimento e desmaios.

De modo geral, a ICC acomete os animais de meia-idade a idosos. “Porém, existem problemas cardíacos congênitos, quando os animais já nascem com alguma alteração no coração. Esses são menos comuns e manifestam-se quando os animais ainda são jovens, entre três e cinco meses de idade”, reforça a médica-veterinária.

A partir dos sete anos de idade recomenda-se a realização de exames anuais como hemograma, avaliação das funções dos rins e do fígado. Caso o pet tenha algum sintoma sugestivo de doença cardíaca ou o médico-veterinário encontre alguma alteração durante o exame físico, ele poderá solicitar exames específicos para investigar alterações do coração, como raio-x de tórax, ecocardiograma (ultrassom do coração) e eletrocardiograma. Estes exames também são utilizados para o monitoramento da doença, uma vez que se tenha o diagnóstico e início do tratamento.

Existem duas doenças cardíacas de grande importância: a insuficiência valvar (doença das válvulas cardíacas) e a cardiomiopatia dilatada (doença do músculo cardíaco).

A primeira acomete principalmente cães de raças pequenas, como Poodle, Dachshund, Shi-tzu, Schnauzer miniatura, entre outras. A raça Cavalier King Charles Spaniel, que não é tão popular no Brasil, tem predisposição genética ao desenvolvimento de doenças das válvulas cardíacas e pode manifestar sintomas mais cedo (três a cinco anos de idade). Já a cardiomiopatia dilatada acomete com mais frequência cães de raças grandes ou gigantes, como Boxer, Labrador, Dogue Alemão e Dobermann, o qual também tem predisposição genética para desenvolvimento da doença.

Tratamento da ICC

Após o diagnóstico da Insuficiência Cardíaca Congestiva (ICC) e de sua causa, o médico- veterinário irá prescrever medicações para buscar aliviar os sintomas e caberá ao tutor aderir ao tratamento adequadamente e manter o acompanhamento de rotina com o médico-veterinário responsável, já que as doenças do coração demandam supervisão pelo resto da vida do animal.

A Boehringer Ingelheim Saúde Animal, trouxe para o Brasil o Vetmedin®, medicamento para o tratamento da ICC nos cães, que possui como princípio ativo o Pimobendan, inodilatador para uso exclusivo em cães. A medicação promove a vasodilatação – que é o aumento do diâmetro dos vasos sanguíneos, possibilitando que o sangue seja bombeado com maior facilidade – e aumenta a capacidade de contração da musculatura cardíaca devido ao seu efeito inotrópico positivo. “Em linhas gerais, Vetmedin® proporciona melhora clínica do animal. Não se trata apenas de fazê-lo viver mais, mas principalmente de oferecer mais qualidade de vida ao cão, diminuindo os sintomas da ICC e, consequentemente, proporcionando mais conforto e bem-estar”, explica Gabriela Rosa.

Vetmedin® é oferecido no formato de comprimidos sulcados e mastigáveis, opção prática e segura porque facilita a administração da dosagem e também é mais palatável, auxiliando o trabalho dos médicos-veterinários e dos tutores. São duas as apresentações, de 1.25mg e 5mg.

Boehringer Ingelheim

Melhorar a saúde e a qualidade de vida de pacientes é o objetivo da Boehringer Ingelheim, companhia farmacêutica voltada à pesquisa. O foco da empresa está nas doenças para as quais ainda não há opções de tratamento satisfatórias e no desenvolvimento de terapias inovadoras que trazem maior expectativa de vida aos pacientes. Em saúde animal, a Boehringer Ingelheim investe em soluções avançadas para prevenção de doenças.

Empresa familiar desde sua fundação, em 1885, a Boehringer é uma das 20 maiores companhias farmacêuticas do mundo. Seus 50.000 funcionários criam valor pela inovação diariamente para as três unidades de negócio: saúde humana, saúde animal e biofármacos. Em 2017, a companhia atingiu faturamento líquido de aproximadamente € 18.1 bilhões do total, o investimento em P&D, que ultrapassa os € 3 bilhões, corresponde a 17% desse valor.

A Boehringer Ingelheim, por ser uma empresa familiar, planeja por gerações e prioriza o sucesso a longo-prazo em vez de lucro no curto prazo. A companhia ainda visa o crescimento orgânico de seus recursos com postura aberta a parcerias e alianças estratégicas em pesquisa. Em tudo o que faz, a Boehringer naturalmente é responsável com a humanidade e o meio ambiente.

Mais informações sobre a Boehringer Ingelheim podem ser encontradas em www.boehringer-ingelheim.com.br ou em nosso relatório anual (em inglês): http://annualreport.boehringer-ingelheim.com

Boehringer Ingelheim Saúde Animal

A Boehringer Ingelheim é a segunda maior companhia de saúde animal do mundo. Somos comprometidos com o bem-estar animal por meio de nosso vasto portfólio de produtos e serviços avançados de saúde preventiva. Com faturamento líquido de €3.9 bilhões e aproximadamente 10.000 funcionários em todo o mundo, estamos presentes em mais de 150 mercados. Para mais informações,

clique aqui.

 

TRATAMENTO DE OSTEOARTRITE OFERECE MAIS QUALIDADE DE VIDA AOS CÃES

O tutor deve ficar atento aos sintomas. Cães que mancam ou têm dificuldade para levantar podem sofrer de osteoartrite, doença que não tem cura e que afeta as articulações

Os animais de companhia têm vivido por mais tempo. Segundo um estudo realizado por um hospital particular em São Paulo, o Sena Madureira, no ano de 2015, a expectativa de vida dos cães passou de 9 para 18 anos, em média. “Esse aumento expressivo resulta de um conjunto de fatores, incluindo os avanços da medicina veterinária. As vacinas, por exemplo, têm importante papel na longevidade e senilidade dos pets. Afinal, elas protegem os animais de doenças perigosas, como Raiva, Cinomose, Parvovirose, Leptospirose, entre outras”, explica a médica-veterinária e gerente técnica de animais de companhia da Boehringer Ingelheim Saúde Animal, Gabriela Rosa. “Assim como os seres humanos, ao chegar à velhice, os pets começam a sentir os efeitos colaterais da idade. A osteoartrite pode ser um deles”, complementa. Saiba mais…

PULGAS E CARRAPATOS: AS AMEAÇAS QUE ELES TRAZEM À SAÚDE DE CÃES E GATOS E COMO EVITAR

Cães e gatos estão expostos dentro e fora de casa, razão pela qual a prevenção é fundamental para evitar a transmissão de doenças graves

Pulgas e carrapatos são um problema muito comum na vida de cães e gatos, principalmente em períodos mais quentes, em que a temperatura e umidade favorecem sua proliferação. Até mesmo aqueles pets que convivem pouco com outros animais estão suscetíveis a esses parasitas, que causam desde uma simples coceira até a transmissão de doenças infecciosas graves. Saiba mais…

SPIRULINA PARA OS PETS?

Você conhece a alga Spirulina? Considerado o “alimento mais rico do mundo”, nutricionalmente falando, essa alga tem muito o que agregar à sua saúde e à saúde do seu pet!

Os primeiros relatos do uso da Spirulina na alimentação datam da pré-história, a partir da informação de que tribos de caçadores consumiam algas filamentosas para enriquecer suas dietas, as quais eram coletadas de lagos alcalinos. Saiba mais…

10 DICAS PARA COMBATER A OBESIDADE DE SEU CÃO

Algumas recomendações simples a este respeito, suficientes para corrigir ou para evitar o excesso de peso, sempre oportuno para outras complicações: Saiba mais…

PULGAS E CARRAPATOS NO VERÃO: SAIBA COMO CUIDAR DO SEU PET E DA SUA CASA PARA EVITAR INFESTAÇÕES.

O verão está se aproximando e com ele dias mais quentes e úmidos. Esta é a combinação ideal para o aumento da proliferação de pulgas e carrapatos. Nessa época do ano, o tempo para chegarem à fase adulta diminui de 140 dias para apenas dez. Eles podem ser pequenos no tamanho, mas são grandes no incômodo e nos problemas de saúde que podem trazer. Saiba mais…

NEM TODAS AS RAÇÕES ALIMENTAM BEM O SEU CACHORRO, DIZ PESQUISA

Apenas oito rações para cachorro foram consideradas boas em uma pesquisa da Proteste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor) com 15 marcas divulgada no começo da semana. O estudo avaliou a composição de dez marcas para cães adultos e cinco para filhotes com base nos parâmetros da Federação Europeia da Indústria de Ração Animal (Fediaf). Saiba mais…