MS

COM 60 MIL CESTAS ALIMENTARES, GOVERNO DO ESTADO VAI ATENDER FAMÍLIAS NOS 79 MUNICÍPIOS DE MS

Já começaram a ser entregues nos depósitos do Governo do Estado as 60 mil cestas alimentares adquiridas e que serão destinadas às famílias em extrema pobreza atingidas pela pandemia do Covid-19 em Mato Grosso do Sul. A Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast) é quem efetuou a compra e está gerenciando o processo de distribuição para os 79 municípios do estado.

“Já estamos recebendo as primeiras remessas das cestas alimentares e com agilidade vamos repassar aos municípios por meio de um fluxo estabelecido e desenhando em conjunto com nossa Superintendência da Política de Assistência Social. Com esse processo queremos que esses alimentos cheguem de fato, o mais rápido possível, nas mãos das famílias de nosso Estado”, afirmou a titular da Sedhast, Elisa Cleia Nobre.

Ainda conforme a secretária da pasta, as cestas serão destinadas aos municípios de acordo com o porte populacional e priorizando os que recebem os menores valores do cofinanciamento do Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS) e maior proporção de famílias em situação de extrema pobreza que não recebem programas de transferência de renda socioassistenciais.

A previsão é que as entregas das cestas ocorram em três etapas, sendo a primeira com 20 mil unidades. As 60 mil cestas alimentares são compostas com 02 pacotes com 500 g de macarrão tipo espaguete, de primeira qualidade; 01 pacote com 400 g de leite em pó integral; 02 pacotes com 5 kg de arroz agulha, longo fino, tipo 1; 01 pacote com 2 kg de açúcar cristal branco; 02 pacotes com 1 kg de feijão comum; 01 unidade com 900 ml de óleo de soja refinado; 01 lata com 125 g de sardinha em conserva em óleo comestível, primeira qualidade, e todas já embaladas em material resistente.

O processo de entrega também conta com o apoio da Defesa Civil, que entregará as cestas nos municípios de acordo com cronograma estabelecido. Nos municípios, o controle de entrega e a distribuição local será de responsabilidade da Secretaria Municipal de Assistência Social com a Defesa Civil, assegurando as orientações do Ministério de Saúde afim de evitar aglomerações.

 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo