MS

COM APOIO DO ESTADO, REGIÃO DO SEGREDO RECEBE INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA, HABITAÇÃO E EDUCAÇÃO

Novo acesso ao bairro Nova Lima, 80 novas unidades habitacionais, reforma de escolas e pavimentação asfáltica em seis bairros transformaram a região norte da capital

Com obras estruturantes para projetar a cidade ao futuro, ampliação dos serviços, entretenimento e qualidade de vida, mais moradias e segurança, o Governo de Mato Grosso do Sul investe em uma Campo Grande cada vez melhor para se viver. Na região urbana do Segredo, os investimentos vêm transformando a região norte da capital.

Junto com a rede de esgoto, ruas asfaltadas com sistema de drenagem, calçadas com acessibilidade, os moradores  de sete conjuntos habitacionais localizados no Bairro Nova Lima, receberam o prolongamento da Rua Marques de Herval, duas rotatórias que abrem um novo acesso ao centro da cidade, pelas ruas Martim Afonso de Souza e Major Geovani, reduzindo em pelo menos 2 quilômetros o trajeto.

O projeto viário que abre uma nova alternativa de acesso ao centro da cidade para quem mora na região, incluiu o prolongamento da Rua Marquês de Herval, abertura (em duas pistas) do trecho inicial da Rua Francisco Pereira Coutinho, construção de duas rotatórias na Rua Martim Afonso de Souza, na confluência com as ruas  Francisco Pereira e  Major Geovani que margeia os conjuntos Oscar Salazar, José Tavares e termina nas vias de acesso aos bairros Tarsila do Amaral, Parque Iguatemi e Vida Nova. Quem mora num destes residenciais terá um acesso mais rápido para chegar à Avenida Cônsul Assaf Trad (na altura do Terminal do Nova Bahia) e daí chegar ao centro da cidade. Antes a única alternativa era descer até o final da Zulmira Borba para chegar a Assaf Trad,  quase 2 km depois da Marquês de Herval (o Corredor do  Nova Lima).

As obras do Complexo José Tavares já concluídas com a construção de calçadas, serviços de urbanização dos canteiros e do piscinão, com capacidade para reter 26 milhões de litros de água, obra projetada para evitar a nascente do Córrego Segredo, situado no Parque Estadual de 177 hectares que margeia as ruas Marques de Herval e Martim Afonso de Souza. A urbanização traz outro ganho ambiental. Muitas pessoas jogavam lixo dentro do parque porque se sentiam  protegidas pela pouca visibilidade devido à vegetação alta da faixa que separa o núcleo urbano da unidade de conservação. Em tempo de estiagem prolongada havia o risco frequente de incêndios.

Investimentos em infraestrutura urbana ampliam qualidade de vida da população

Pavimentação Asfaltica

Após 30 anos de espera, o asfalto chegou aos bairros Jardim Seminário, Vila Nasser, Jardim Anache, José Tavares do Couto, Santa Luzia e Nova Lima com a etapa B em Execução, e a comunidade ainda comemora o início do recapeamento da Avenida Consul Assaf Trad, ligação importante da região com a área central.

A agente de saúde aposentada, Jucilene Rodrigues Vieira mora desde 2007 na rua que fica em frente a Mata do Segredo, comemora a nova realidade. “Antes lá era um lixão, e agora tá tudo asfaltado. Isso melhorou muito a vida da  gente. Fora que mobilizou a população a ter mais cuidado e não jogar mais lixo no espaço. Renovou nosso bairro”, destaca.

De 25 anos que Eronildo Pereira mora na região, sete foram presidindo a associação de moradores do Nova Lima e lutando por melhorias. “O sonho de nós moradores sempre foi ter o asfalto e essa transformação. Lembro muito bem quando essa rua, conhecida como corredor do Nova Lima, era tão cheia de buracos que era até difícil de transitar. E hoje está essa maravilha que melhorou nossa qualidade de vida, e valorizou nossas casas”, compara.

Habitação

Uma das maiores lutas da população indígena na atualidade é a busca pela terra, por um lugar para criar seus descendentes, cultuar seus antepassados e manter suas tradições.

Através do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR) para atender os indígenas da aldeia urbana Água Bonita, em Campo Grande, e devolver a dignidade para mais de 600 pessoas. São 79 casas construídas por meio da colaboração entre União, Estado e município com a participação direta dos beneficiados na realização deste projeto. Muito além de tijolo e cimento, a parceria ainda garantiu a formação profissional dessa população. Cursos na área da construção civil foram oferecidos pela Fundação Social do Trabalho de Campo Grande (Funsat) para que, além do teto, as famílias também tenham a força do trabalho.

Educação

Reformada com mão de obra prisional, a Escola Estadual Lino Villachá, no bairro Nova Lina, em Campo Grande, foi completamente revitalizada por meio do programa “Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade”, idealizado pelo juiz Albino Coimbra e executado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) em parceria com o Governo do Estado, por meio da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e da Secretaria de Estado de Educação (SED). A obra contemplou a reestruturação completa da instituição, desde a parte hidráulica, elétrica, calçamento, revestimento, colocação de pias, forro de PVC, serviços de serralheria, pintura e paisagismo.

Rejane Monteiro, Segov
Fotos: Saul Schramm

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo