Câmara Municipal

Em Extraordinária, Presidente Carlão enaltece importância de aprovação para garantir vacinação de todos os munícipes

Durante a 1ª sessão extraordinária de 2021, realizada nesta quarta-feira (13), o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Carlos Augusto Borges (Carlão PSB), destacou a importância de aprovar o Projeto de Lei 9.921/21, de autoria do Executivo, que autoriza a aquisição, em caráter emergencial, de vacinas aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e não fornecidas pelo Programa Nacional de Imunizações, com objetivo de garantir a cobertura total de toda a população do Município.

“Temos que vacinar todos os munícipes. Com a aprovação deste projeto, vamos salvar vidas.  Muitas pessoas estão paradas em suas casas, perdendo seus empregos. Temos que fazer nossa parte, e fazer com que o Executivo também cumpra sua função e não vamos abrir mão da fiscalização”, avisou o presidente da Casa de Leis.

O presidente Carlão adiantou, ainda, que a Câmara irá criar uma Comissão Especial para acompanhamento dos recursos destinados para a compra das vacinas após a sanção da lei pelo prefeito Marcos Trad.

“Vamos criar uma Comissão de Vereadores para acompanhar essa questão da aquisição das vacinas. Vamos chamar o secretário de Saúde, oficiar ele para vir aqui explicar como está a compra, se já está acontecendo, se tem algum laboratório em vista, se vai precisar comprar mesmo. Porque esta lei autoriza o prefeito a comprar, mas se caso o Governo Federal mandar o número suficiente de vacinas, não vai precisar gastar dinheiro da Prefeitura, vamos usar as vacinas do Governo Federal. Mas se caso o Governo Federal mandar 50 mil vacinas e nós precisarmos de 100 mil de urgência, a Prefeitura compra 50 mil doses. Esse é o Projeto que estamos autorizando. E o prefeito está com razão, se for fazer isso lá na frente vai atrasar a vacinação em Campo Grande mais de 60 dias e vão culpar ele e vão culpar a Câmara”, alertou.

A proposta foi aprovada em Plenário por unanimidade, contendo uma emenda de autoria dos vereadores, garantindo que sejam respeitados os grupos prioritários estabelecidos pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

Paulline Carrilho

Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo