MSNoticias

Fundação de Cultura realiza pagamento de 944 contemplados na Lei Aldir Blanc

Para manter viva a cultura sul-mato-grossense e, ao mesmo tempo, auxiliar os artistas neste momento difícil de isolamento social,

Em Mato Grosso do Sul, 944 agentes culturais foram contemplados pela Lei Federal, n.º 14.017/2020, a Lei Aldir Blanc. Desses, 834 receberam os pagamentos de seus projetos premiados nos 21 editais lançados em outubro pela FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul) e 110 foram beneficiados com o auxílio emergencial. No total foram R$ 3.968.260,00 pagos, sendo R$ 3.647.260,00 para os 678 titulares e 156 suplentes dos editais  e R$ 320.000,00 para os favorecidos com a renda emergencial.

“Finalizamos os pagamentos de todos os profissionais de Cultura que foram selecionados nos 21 editais da Lei Aldir Blanc, bem como nos beneficiados da renda emergencial. Não ficou nada de restos a pagar. Com a ajuda e o empenho do Governo do Estado, conseguimos realizar todos os pagamentos”, declarou o diretor-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Gustavo de Arruda Castelo.

Para manter viva a cultura sul-mato-grossense e, ao mesmo tempo, auxiliar os artistas neste momento difícil de isolamento social, técnicos e gestores da Fundação de Cultura elaboraram os 21 editais juntamente com representantes da sociedade civil de diversas áreas culturais.

Foram produzidos os seguintes editais: “Prêmio Leia MS – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Capivara de Criação e Difusão Literária – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Janela dos Saberes – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Arte da Graxa – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Música de Cada Dia – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Cultura de Rua, Urbana e Periférica – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Arara Azul de Artes Visuais no MS– Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Sagacidade pra Seguir – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Vibe Literária – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Artesão Indígena – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Sul-Mato-Grossense de Dança – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio do Centro Referencial do Artesanato de MS – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Oficina Virtual de Design e Moda de Mato Grosso do Sul – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Artesanato & Comunidade – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Artesania Online – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Sul-Mato-Grossense de Audiovisual Abboud Lahdo – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Paulo Vitor Perez de Circo de Mato Grosso do Sul – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Edson Profeta de Teatro de MS Lei Aldir Blanc”; “Prêmio de Incentivo à Capacitação e Pesquisa em Audiovisual – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Vitrine Virtual do Design e Moda de Mato Grosso do Sul – Lei Aldir Blanc”; “Prêmio Cultura e Artesanato – Lei Aldir Blanc”.
“Graças à equipe da Fundação de Cultura e ao apoio do governador Reinaldo Azambuja e do secretário de Governo, Eduardo Riedel conseguimos realizar 100% do pagamento aos contemplados por esses editais. Além disso, também fizemos o pagamento dos 110 agentes culturais selecionados no Inciso I da Lei. Ao todo, foram pagos R$ 3.968.260,00 a trabalhadores e trabalhadoras de Cultura do Estado”, destacou Gustavo.

Tavane Ferraresi, FCMS

Foto: Divulgação

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo