MSNoticias

Funtrab mira na qualificação profissional para diminuir desemprego no pós-pandemia

Responsável por políticas públicas de trabalho, emprego e renda, Fundação desenvolve projetos gratuitos de capacitação profissional

A mesma pandemia de coronavírus que tirou a vida de mais de 163 mil brasileiros derrubou a economia do País. O desemprego cresceu durante a crise de saúde e atingiu a taxa de 14,4% no trimestre encerrado em agosto deste ano – a maior desde 2012.

No período analisado, 13,7 milhões de pessoas estavam desempregadas no Brasil. 129 mil delas vivendo em Mato Grosso do Sul, conforme a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para mudar esse cenário e ajudar na qualificação profissional de pessoas que buscam emprego, a Fundação de Trabalho de Mato Grosso do Sul (Funtrab) desenvolve dois projetos que objetivam diminuir o desemprego no Estado no pós-pandemia.

Segundo a chefe da Coordenadoria de Qualificação Social e Profissional da Fundação, Kellen Rodrigues Lhanez, a ideia é ofertar cursos de forma on-line e presencial para quem precisa se recolocar no mercado de trabalho. Tudo de forma gratuita.

“Ter qualificação, mesmo que EAD (Ensino à Distância), é um diferencial que possibilita a recolocação no mercado de trabalho. Estar em formação é essencial para quem busca um emprego”, afirma Kellen.

Cursos de qualificação

Desenvolvido pela Funtrab em parceria com a Escolagov, o primeiro projeto de qualificação vai disponibilizar para quem está desempregado cursos que atualmente são direcionados aos servidores do Governo do Estado.

“Estamos construindo uma plataforma de estudos para que todo desempregado possa ter acesso gratuito a esses cursos”, diz Kellen. Entre as formações disponíveis estão os cursos de excel, liderança de pessoas e atendimento ao público, entre outros.

O segundo projeto, chamado de Plano de Ações e Serviços (PAS), vai ofertar cursos nas maiores cidades do Estado. “Fizemos um levantamento em cidades como Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Corumbá para estruturar cursos presenciais conforme a demanda local”, contou.

A expectativa da Funtrab é de que ambos os serviços estejam disponíveis para a população no início do ano que vem.

Bruno Chaves, Subcom
Foto: Arquivo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo