Polícia

Homem é preso pela Polícia Militar por ameaçar de morte sua esposa e por posse ilegal de arma de fogo no distrito São Pedro, em Inocência


Paranaíba (MS) – Domingo (06), por volta das 19 horas, policiais militares da radiopatrulha realizaram a prisão de um homem de 45 anos que ameaçava matar sua esposa e possui em sua casa um arma de fogo. Acompanhe os detalhes!

A “Central de Atendimento 190” foi informado por uma senhora que se encontrava com seu marido e amigos visitas ingerindo bebidas alcoólicas em sua residência, mas seu esposo passou a agredi-la verbalmente por motivo de ciúmes. Seu marido teria mandado as visitas embora e dito que hoje iria matá-la.

A comunicante informou que após todos irem embora coseguiu correr para dentro do carro da família e seu marido passou a desferir golpes no carro com um pedaço de madeira, dizendo para que saísse do veículo, mas um das pessoas que saíra da casa estava por perto e o teria imobilizado, possibilitando que ela fugisse do local.

Diante dos relatos os policiais foram até o distrito de São Pedro onde aconteceram os fatos e encontrou a vítima muito assustada. O suposto agressor estava embriagado, bastante nervoso e se trancou dentro de sua casa. Os policiais conseguiram persuadi-lo a sair da casa, mas se negou a acompanhar os policiais até a delegacia, sendo necessárias técnicas de imobilização para contê-lo e o levar para o compartimento de preso da viatura.

Os policiais realizaram busca na casa do indivíduo e localizaram um espingarda de pressão adaptada para calibre 22. Frente aos relatos das testemunhas, vítimas e o ilícito encontrado, os policiais deram voz de prisão ao homem de 45 anos e o levaram para a delegacia de Polícia Civil, onde a arma de fogo foi apreendida.

13º Batalhão de Polícia Militar / P-5

Acesse e curta nossas redes sociais: FACEBOOK e  INSTAGRAM

Publicado por: WALTER LACERDA DE LIMA

Fonte: PM MS

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo