Tecnologia

Internet tem novo dono: WWW é leiloado por R$ 25 milhões

source
Tim Berners-Lee, criador da World Wide Web
Creative Commons

Tim Berners-Lee, criador da World Wide Web

Um NFT do código-fonte original da rede mundial de computadores foi vendido por Tim Berners-Lee , criador da World Wide Web , por US$ 5,4 milhões (algo na faixa de R$ 25 milhões em conversão direta). No entanto, o comprador pode ter uma surpresa desagradável, já que foi detectado um erro no código leiloado.

O altíssimo valor pago durante o auge de popularidade dos NFTs incluiu um pacote com alguns itens, sendo eles: o registro original de arquivos datados com data e hora contendo o código-fonte, uma representação de Scalable Vector Graphics (SVG) do código completo, uma carta do criador refletindo sobre o código e seu processo de criação da internet além de uma representação animada do código sendo escrito.

NFT do código da internet

Mas, para a surpresa do comprador, o código da internet leiloado como NFT pode conter um erro. No Twitter, o especialista em segurança digital Mikko Hypponen destacou que na imagem divulgada do código existe alguns caracteres especiais que não deveriam estar ali no lugar dos ‘’.

Você viu?

“O NFT consiste em vários componentes, e o código da internet parece estar bem em todos os outros lugares, mas o vídeo parece ter todos os caracteres especiais codificados”, disse Hypponen à TNW.

Apesar disso, o erro não necessariamente torna o NFT menos valioso. Segundo o especialista, o comprador pode considerar isso algo único (ou não). “Esse código não funcionaria e não poderia ser compilado. Quem sabe, tal erro pode tornar esta coisa ainda mais colecionável para colecionadores”, completou Hypponen. Ainda não está claro como o erro ocorreu, mas é especulado pelo especialista que o problema tenha surgido em um software que converteu o código em um vídeo animado. O comprador não se pronunciou.

NFTs são tokens gerados a partir de uma blockchain e servem para dar a um item específico uma espécie de identidade única, como um selo oficial de item raro. Em bom português, é uma garantia de que determinado item digital é algo único. Porém, saiba que o fato de você ter uma obra digital original não significa que não vão existir réplicas na internet – assim como no mundo físico existem cópias de obras de arte ou de roupas e óculos de marca, por exemplo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo