Tecnologia

INVESTIGADORES DESCOBREM UM NOVO (E RARO) EXOPLANETA

O planeta em questão é descrito como “um em um milhão”

Um grupo de investigadores da Universide de Canterbury na Nova Zelândia acredita ter descoberto um exoplaneta particularmente raro – Kepler-62f – com tamanho e órbita bastante semelhantes aos do nosso planeta.

A equipe de investigação diz que este exoplaneta é uma descoberta com uma probabilidade de “um para um milhão” e esclarecerem que usaram uma técnica gravitacional para a detecção.

“A gravidade combinada do planeta com a sua estrela fez com que a luz de uma estrela de fundo mais distante fosse magnificada numa forma particular. Usamos telescópios distribuídos por todo o mundo para medir o efeito de distorção de luz”, explicou um dos astrônomos, Antonio Herrera Martin, no estudo publicado no The Astronomical Journal.

Entre os dados recolhidos até agora, os investigadores acreditam que um ano no Kepler-62f dura 617 dias e que orbita em torno de uma estrela menor que o nosso Sol. Conta o  CNet  que o planeta está localizado perto da constelação Lira e fica a 1,200 anos-luz de distância da Terra.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar