Entretenimento

PANDEMIA FAZ RENASCER O CINEMA DRIVE-IN

Assistir a filmes com a família no conforto do carro volta à moda, contribuindo para evitar aglomerações e preservar a saúde de quem não aguenta mais ficar longe da telona. Na região, sessões serão realizadas em diversas cidades

Charmosos e famosos na década de 1960, os cinemas drive-in estão renascendo em vários lugares do mundo por conta da pandemia do coronavírus. Basta estacionar o carro de frente para a telona e curtir o filme confortavelmente dentro do veículo, tomando um chimarrão, de chinelinho de dedo e até com a presença do pet, saboreando o lanche que veio de casa.

Esta experiência foi vivida por muita gente antes das salas de cinema ganharem os shoppings e mudarem a maneira como os lançamentos cinematográficos chegam para a maioria do público. Mas agora, diante da impossibilidade de aglomerar pessoas em um ambiente fechado, o drive-in ressurge como uma alternativa segura de entretenimento também aqui na região.

Quem dará o pontapé inicial neste formato de exibição são os municípios de Canela e Rolante, com sessões agendadas para este domingo. Em Rolante, o evento ocorre no Parque da Kuchenfest, às 18 horas, e a entrada será um quilo de alimento não-perecível. A promoção é uma parceria da prefeitura com o Serviço Social do Comércio (Sesc) de Taquara.

A agente de cultura do Sesc, Schana Lehn Fernandes, não esconde a ansiedade pela realização da sessão. “Eu vou ser a primeira agente do Estado do Sesc a fazer. Então está todo mundo esperando. Eu também estou curiosa. Tomara que dê tudo certo”, diz. Além disso, Campo Bom e Parobé também serão contempladas com sessões do projeto do Sesc a partir da próxima semana. Já em Canela, tem cinema drive-in neste domingo no Vale dos Dinossauros, às 18 horas, atração que deve se repetir uma vez por semana.

A pandemia também faz com que os empresários encontrem no drive-in uma maneira de manter o cinema vivo, o que vai trazer novidades para o público, em especial para quem mora em Novo Hamburgo. O empresário Ewerton Brandolt, proprietário do Cine +, conta que está em negociação para ocupar uma área no Município. “Novo Hamburgo é uma cidade interessante, com vários espaços e bastante público”, comenta.

Em relação à localização, ele informa que ainda não é possível divulgar. De acordo com Brandolt, a ideia inicial era instalar um cinema drive-in em Montenegro, onde a empresa administra o Cine Tanópolis. No entanto, o empresário ainda não encontrou uma área que seja ideal para receber a atração na cidade montenegrina.

Brandolt explica que deve ser montada uma estrutura especial, que lembra um outdoor, com imagens de um projetor digital.

Lembranças do Autocine Center seguem vivas

Por cerca de três décadas os hamburguenses também tiveram cinema drive-in, que acabou fechando em 1992 logo depois da inauguração das salas de cinema no shopping. O cinema funcionou na Fenac e na Avenida Nações Unidas, no bairro Operário. A advogada Márcia Backes, 70 anos, guarda com carinho lembranças de uma sessão de 1975, quando assistiu ao filme Apertem os cintos, o piloto sumiu. “Como as crianças eram pequenas, de 5 e 1 ano, deixamos elas dormindo no banco traseiro. Foi um filme muito engraçado”, conta. Segundo ela, era muito divertido ir ao cinema com os amigos e comer xis, que era levado até o carro assim que os faróis eram piscados.

Como foi ver Star Wars no drive-in com 7 anos

Foi na companhia da mãe, dentro de um Fiat 147, que o diagramador Henrique Filippsen, 43, assistiu a Star Wars, o retorno de Jedi. Na época, ele tinha 7 anos. Filippsen tem viva em sua memória a imagem do sapo Jabbba, que tomou conta da tela e parecia invadir o carro. “O Jabba era imenso. Naquele dia, eu não dormi a noite inteira de tão impressionado que fiquei”, lembra.

O menino no espelho em Rolante

A produção brasileira de 2014 é baseada na obra de Fernando Sabino. A história se passa em Belo Horizonte, nos anos 1930. Fernando (Lino Facioli), é um garoto de 10 anos que está cansado de fazer as coisas chatas da vida. Os portões do Parque da Kuchenfest abrem às 17h30 neste domingo.

Filme O Menino no espelho

Foto: Reprodução/Facebook

Rolante terá vaga para 50 veículos

Segundo a agente de cultura do Sesc de Taquara, Schana Lehn Fernandes, a entidade desenvolve há anos o projeto de cinema de rua, que precisou ser suspenso por causa da pandemia. Sendo assim, o Sesc adaptou a iniciativa para o drive-in. Para isso, foi preciso adquirir transmissores de som, que vão permitir ao público ouvir o áudio do filme a partir do rádio do veículo.

De acordo com ele, será tomado um cuidado redobrado para não permitir que as pessoas saiam de dentro dos carros. A capacidade do parque é para 50 veículos. Schana explica que a proposta do Sesc é valorizar as produções nacionais, de filmes que não têm o caráter tão comercial.

Projeto do Sesc vai rodar o Rio Grande do Sul

O gerente de Cultura do Sesc no Estado, Silvio Alves Bento, informa que a entidade já tem um trabalho consolidado de cinema de rua, com telas infláveis de oito metros de comprimento por cinco metros de altura. No modelo tradicional, as pessoas levam suas cadeiras. “Neste momento o mais seguro é o drive-in. É a retomadas das promoções culturais”, destaca. Além de Rolante, Santana do Livramento vai receber o projeto neste domingo. A partir de agora, a iniciativa deve rodar por todo o Estado. A entidade ainda estuda a possibilidade de apresentar show musical no formato drive-in.

O primeiro cinema com carros

O primeiro cinema drive-in foi inaugurado nos Estados Unidos, país que hoje tem mais de 300 estabelecimento nesse formato. Em 6 de junho de 1933, Richard Hollingshead abriu o primeiro negócio desse tipo em Camden, no Estado de Nova Jersey. Os 600 espectadores que foram à estreia pagaram US$ 0,25 para entrar com seu carro e o mesmo valor por cada ocupante do veículo. Em cartaz, a comédia britânica “Wives Beware”. Para atrair o público, Hollingshead publicou o seguinte anúncio. “Toda família é bem-vinda, sem importar quão barulhentas sejam as crianças”. A novidade foi super bem aceita e os cinemas drive-in se espalharam por todo o País.

Drive-in já movimenta bilheteria nacional

Dados da ComScore, empresa de monitoramento, mostraram que mais de 3,7 mil pessoas foram assistir aos filmes em cartaz no formato drive-in. Os números são de um cinema em Santa Rosa, de Brasília e da Praia Grande, em São Paulo, de 21 a 24 de maio. De lá para cá, já foram abertos drive-in no Rio de Janeiro, em Colombo e Pinhais, no Paraná, entre outras cidades. Em Santa Maria, tem estreia anunciada para hoje, com Rocky: o lutador e O massacre da serra elétrica, no cartaz. Porto Alegre terá sessão na semana que vem.

Cine Drive-in de Brasília

Inaugurado em 25 de agosto de 1973, o Cine Drive-in de Brasília é o mais antigo do Brasil em funcionamento. Possui uma área de 15 mil metros quadrados, com capacidade para 400 veículos e uma tela de concreto de 312 metros quadrados, com projeção digital.

Movimento cresce 60% no Distrito Federal

O Cine Drive-in Brasília oferta três sessões diárias e, conforme a proprietária, a porto-alegrense Marta Fagundes, o movimento aumentou 60% com a pandemia. De acordo com ela, o público que mais frequenta o espaço são famílias. “Ver um filme no drive-in é completamente diferente. Você fica no conforto do seu carro, pode fumar, atender o celular. É muito legal ver que os carros são estacionados de ré, abrem o porta-malas e as crianças se acomodam ali. Tem gente que traz edredom e pipoca”, comenta. Na sessão realizada na quinta-feira desta semana, teve um cliente que colocou um colchão inflável na parte traseira do carro e assistiu ao filme deitado, conta Marta.

Campo Bom exibe, Se eu fosse você 2 no dia 14

Se eu fosse você 2

Foto: Divulgação

O cinema drive-in será realizado no Parque do Trabalhador no dia 14 de junho, às 18h30. O espaço poderá receber até 66 carros, que devem levar, no máximo, quatro pessoas cada um. A indicação do filme é 10 anos. Os moradores de Campo Bom que desejarem assistir à sessão devem enviar seu nome completo, documento e comprovante de residência em Campo Bom para o WhatsApp (51) 99887-1057. Assim que a reserva for feita, será enviado um voucher digital com a placa do carro. A participação no evento é gratuita mediante apresentação do voucher e a entrega de um litro de leite. O evento é uma parceria da prefeitura com o Sesc.

Parobé terá cinema em frente à prefeitura

Depois de Rolante e Campo Bom, o Cinema Drive-in do Sesc vai, aqui na região, para Parobé, com exibição nos dias 20 e 21 de junho. O local escolhido é o estacionamento em frente ao Centro Administrativo. O horário ainda não está definido, nem os filmes em cartaz. Entretanto, a expectativa da organização é que atraia um grande público.

Por DÉBORA ERTEL

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo