Campo GrandeNoticias

Prefeitura dá continuidade às melhorias da gestão estratégica para atingir prioridades de governo

Equipe da Subsecretaria de Gestão e Projetos Estratégicos (SUGEPE) realizou uma reunião on-line com representantes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para construção futura de uma Delivery Units, modelo de gestão para atingir as prioridades do governo. O modelo prevê a gestão focada na entrega de resultados pelo Município a partir de cinco pilares estruturais: gestão estratégica; coordenação das políticas públicas; monitoramento e melhoria do desempenho das unidades administrativas; gestão das políticas públicas; comunicação de resultados e prestação de contas.

De acordo com Angelo Mateus Prochmann, superintendente de captação de recursos e convênios da SUGEPE, a adoção dessa ferramenta visa apoiar os gestores a ordenar prioridades, avaliar as capacidades de entregas das secretarias e órgãos municipais e definir metas concretas para cada uma delas, de forma realista para o atendimento ao cidadão campo-grandense.

“É uma ferramenta de gestão desenhada e liderada a partir do núcleo central de governo (gabinete do prefeito e secretários), que prevê reuniões periódicas de monitoramento, capacitações técnicas de servidores e gestores, bem como a definição de indicadores de desempenho. Trata-se de importante avanço e articulação na gestão interna, para identificar com clareza o que funciona e o que precisa melhorar na administração pública”.

Em 2021, com a criação da Sugepe, a Prefeitura Municipal de Campo Grande começou a adotar uma nova metodologia de acompanhamento de projetos considerados estratégicos pela administração. O trabalho de levantamento teve início nos primeiros meses de gestão com os secretários municipais de cada pasta, onde foram elencadas as prioridades do Plano Municipal de Gestão Estratégica por Resultado 2021-2024. Trata-se de um conjunto completo, integrado e coordenado de compromissos, decisões e ações para o planejamento estratégico e a gestão municipal. O Plano contém as principais metas de gestão para o desenvolvimento, inovação e sustentabilidade da cidade, proporcionando mais segurança e qualidade de vida aos cidadãos.

“Neste momento estamos incorporando ferramentas de gerenciamento no processo de estruturação e monitoramento do Plano, com o objetivo de aprimorar o controle da gestão, integrar os setores e acelerar a entrega de resultados, bem como estabelecer rotinas de enfrentamento a soluções de problemas. Com a adesão ao método do Delivery Units, Campo Grande será a primeira cidade do Brasil a implementar essa ferramenta com assessoria do BID”, afirma o superintendente de Planejamento e Gestão da Informação, Rodrigo Giansante. Tal Plano também vai incorporar as ações previstas no Modelo de Excelência em Gestão (Meg-Tr), estabelecido pelo Ministério da Economia.

Modelo de Excelência em Gestão em Campo Grande

O Modelo de Excelência em Gestão (Meg-Tr) inicialmente adotado pela Prefeitura de Campo Grande, teve início com o proposto pelo Ministério da Economia, de acordo com as Instruções Normativas nº 05 (24 de junho de 2019) e nº 33 (23 de abril de 2020). De acordo com as Instruções Normativas, os órgãos e entidades federais, Estados, Distrito Federal, Municípios capitais e a partir de 50 mil habitantes deverão aplicar o Modelo de Excelência em Gestão (Meg-Tr), anualmente, de acordo com calendário previamente estabelecido pelo Ministério.

Em 2020, a unidade designada para implementar inicialmente o modelo de excelência em gestão no Município de Campo Grande foi a Diretoria-Executiva de Planejamento e Gestão Estratégica da Secretaria de Governo e Relações Institucionais (SEGOV), com apoio da Agência de Tecnologia da Informação e Inovação (AGETEC). Foram realizadas reuniões técnicas, com a participação de representantes das demais unidades administrativas do município, para analisar o Modelo de Excelência em Gestão (Meg-Tr) proposta pelo Ministério da Economia. O modelo consiste na sensibilização dos gestores, capacitação e orientação técnica, constituição do Comitê de Governança e Gestão, aplicação de dinâmica para autoavaliação, priorização de oportunidades e definição do Plano de Melhorias Priorizadas.

Com a criação da Subsecretaria de Gestão e Projetos Estratégicos, em 2021, a Prefeitura evolui e agora passa a estruturar seu quadro técnico para a adoção do método de Delivery Units (unidade de entrega) para agilizar a gestão, compartilhando o conhecimento técnico e fortalecendo as bases de entrega dos projetos prioritários da atual gestão.

A ideia de parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) surgiu pelos diversos projetos que o Município de Campo Grande tem, a partir do Programa Reviva Campo Grande, que envolve ações e obras prioritárias de requalificação do centro, de mobilidade urbana e de habitação. A implementação desse suporte com o BID deverá acontecer por meio de consultoria, estudos de casos e cooperação técnica para a implantação da Delivery Units no município. Em síntese, a unidade de entrega é uma equipe que, com respaldo das altas lideranças da gestão, monitora, gerencia e articula diferentes setores para fazer acontecer a execução e a entrega do Plano de Gestão do Governo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo