MSNoticias

Presídio de Bataguassu recebe kits de uniformes confeccionados por internos de Naviraí

Com a proposta de promover igualdade, melhorar a segurança e a salubridade, o Estabelecimento Penal de Bataguassu (EPB) implantou a uniformização na vestimenta dos custodiados. Produzidos por internos da Penitenciária de Segurança Máxima de Naviraí, foram entregues, no início do mês, 200 kits com camiseta, bermuda e calça.

Com mão de obra de seis internos, os uniformes foram produzidos em três semanas na oficina de costura instalada no presídio de Naviraí. Todo o material necessário para a confecção das peças foi adquirido pela unidade penal de Bataguassu.

De acordo com o diretor em substituição legal do EPB, Luiz Fernando da Silva Jesus, a proposta surgiu com o objetivo de tornar o ambiente prisional mais salubre e limpo, já que evita o acúmulo de roupas nas celas. “Entrei em contato com a direção de Naviraí, que prontamente nos atendeu. Essa interação entre as unidades prisionais é muito importante para o avanço e fortalecimento da instituição”, ressaltou.

O diretor informou ainda que a penitenciária de Naviraí também já ofereceu suporte em outras ações, como a implantação do avanço tecnológico em Bataguassu, com o Sistema de Escolta Penitenciária (SEP), desenvolvido pelo servidor Marcos Paulo Ambrózio. “Agradeço todo o apoio recebido e já estamos discutindo novos projetos para 2021”, revelou.

Ao todo, foram confeccionados pelos internos de Naviraí 200 kits contendo camiseta, bermuda e calça

Conforme o diretor da penitenciária de Naviraí, Rogério Capote, a confecção foi instalada na unidade penal a partir da necessidade de produzir os uniformes dos internos do local. “Transformamos o antigo alojamento masculino em um espaço amplo para instalação das máquinas de costura, mesa de corte e serigrafia. Com a chegada da Covid-19, aprimoramos as técnicas dos internos com a produção de máscaras de proteção em larga escala, depois iniciamos os uniformes”, informou.

Para dar continuidade na produção, o presídio conta com apoio do Conselho da Comunidade de Naviraí para aquisição dos insumos. “Fazemos reparos e troca das peças sempre que necessário também. Essa foi a primeira parceria com outra unidade penal e a união de esforços é essencial para aprimorarmos os serviços prestados”, concluiu Capote.

Pelo trabalho, os internos recebem remição de um dia na pena a cada três de serviços prestados, conforme estabelece a Lei de Execução Penal.

Para o diretor-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Aud de Oliveira Chaves, a iniciativa gera economia aos cofres públicos e oportunidade de ocupação laboral aos reeducandos. “A Agepen busca realizar um trabalho integrado entre as unidades prisionais do Estado em prol de um cumprimento de pena digno e eficiente”, destacou o dirigente.

O oferecimento de ocupação produtiva dentro das unidades penais e assistenciais de Mato Grosso do Sul é coordenado pela Diretoria de Assistência Penitenciária da Agepen, por meio da Divisão de Trabalho Prisional.

Também esteve presente durante a entrega dos kits de uniformes, o diretor de Operações da Agepen, Acir Rodrigues. Como forma de agradecimento, o presídio de Bataguassu entregou um certificado ao diretor da Penitenciária de Segurança Máxima de Naviraí.

Tatyane Santinoni, Agepen

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo