MSNoticias

Servindo em Chapadão do Sul, comandante dos Bombeiros fala em união para as batalhas diárias

Novo na cidade, Eduardo Tracz chegou entusiasmado em terras chapadenses no dia 05 de março deste ano para desempenhar as funções designadas a ele. “Fiquei feliz com a transferência para o município, por conta de ser uma cidade muito próspera e um dos polos da agricultura estadual”, destaca ele, entusiasta do desenvolvimento da região. Mas o sentimento é um resultado da própria realidade, que na vida profissional de Tracz tem peso significativo, além de representar um desafio.

“Infelizmente, temos duas rodovias bastante movimentadas que cruzam a cidade. De norte a sul, a BR-060, e de leste a oeste, a MS-306. Na primeira madrugada, cerca de 12 horas após se tornar comandante, fomos acionados para uma ocorrência muito grave de acidente em rodovia, onde a vítima estava presa às ferragens, muito ferida. Com muita determinação e garra da guarnição, conseguimos retirar a vítima ainda com vida, que horas depois não resistiu. Naquele momento eu vi que Chapadão do Sul ‘não era brincadeira’”, lembra ele, destacando a chegada no município, que também foi marcada pela pandemia do coronavírus, mas que pouco alterou seu serviço.Sobre as amizades e parcerias estabelecidas, Tracz aponta que têm estreitado a relação com a sociedade diariamente, política e socialmente. Ele conta que desde a assunção do comando tem aprendido muito com a tropa e com o próprio cotidiano, sabendo avaliar a natureza das ocorrências. Através disso, a expectativa é melhorar gradativamente a qualidade do atendimento prestado a sociedade, bem como, incrementar o conforto e êxtase dos militares. “Dentre as tarefas de um bom comandante, a motivação da tropa deve estar nas prioridades”, diz o líder.

Além de trabalhar junto, Eduardo ainda dá exemplo de como um bom amigo deve agir durante o isolamento social, respeitando as limitações quando realizam aquela boa pescaria nos rios da região e aquele delicioso churrasco. O servidor considera a população da cidade muito receptiva e amistosa.

Essa é a história do servidor, Eduardo Tracz, morador de Chapadão do Sul. Essa é a história de um sul-mato-grossense. MS 43 ANOS!!!

Davi Nunes Souza, SAD

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo