Câmara Municipal

Vereador Papy pede apoio a projeto que cria Programa de Enfrentamento ao Feminicídio em Campo Grande

Pensando reduzir só casos de feminicídio e violência contra mulheres em Campo Grande, vereador Papy (Solidariedade MS) pediu apoio aos colegas vereadores para aprovação do projeto de lei que cria o Programa Municipal de Enfrentamento ao Feminicídio. Isso porque os casos de morte de mulheres por ex-companheiros aumentou 120%, entre 2019 e 2020. Em Mato Grosso do Sul, o crescimento foi de 33,33% nesse período.

“As crianças e os dependentes sofrem tanto quanto as mulheres que sofreu a violência, porque no caso de feminicídio, a criança fica órfã e a família fica totalmente desestruturada, porque muitas vezes essa mulher era a dona da casa, era quem trazia o sustento pra casa”, afirmou Papy.

O vereador reforçou a importância de criar um dossiê com dados dos feminicídios ocorridos na capital detalhado com local de ocorrência, raça/cor das vítimas para mensuração das violências e avaliação das ações, políticas e programas. Essa iniciativa é a lei 6.289/19 do vereador Papy, que ainda falta implementação e efetivação.

“O município precisava ter isso, um dossiê de documentos e informações para que as políticas públicas seja trabalhada em cima de dados reais e não de achismo ou coisas pontuais”, ressaltou Papy.

O Brasil ocupa o 5° lugar no ranking dos países com maior número de mortes violentas contra mulheres por questões de gênero, segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACHUDH). Só perde para Ela Salvador, Colômbia, Guatemala e Rússia.

Assessoria de Imprensa do Vereador 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo