InternacionalNotícias

Vídeo: Terrorismo no Equador: homens armados invadem sede de TV

Homens encapuzados e armados invadiram a sede do canal de televisão TC Televisión

Homens encapuzados e armados invadiram a sede do canal de televisão TC Televisión, localizado no norte de Guayaquil, no Equador, na tarde desta terça-feira (9). Gangues criminosas declararam guerra ao Estado.

De acordo com a imprensa local, alguns jornalistas relataram a entrada dos homens na emissora e pediram socorro. Mensagens sobre o ocorrido foram compartilhadas em grupos de WhatsApp.

Preliminarmente, sabe-se que os homens deixaram uma bomba caseira na recepção da emissora, localizada na Avenida das Américas.

“Estamos no ar para que saibam que não brincamos com a máfia”, disse um dos homens que invadiu a emissora.

No estudo principal, criminosos fazem vários jornalistas e profissionais de mídia de reféns.

Sequestros e fugas de presos

Uma série de explosões, sequestros de policiais e fugas de presos foram registrados nas últimas horas em diferentes partes do Equador, onde vigora desde segunda-feira (8) o estado de exceção, com toque de recolher noturno.

As primeiras explosões foram registradas na cidade de Esmeraldas, quando um veículo foi incendiado. Os presos exigiam que não fossem realizadas transferências de presos ou que fossem feitos progressos nos controles dos centros penitenciários.

O secretário de Comunicação da Presidência, Roberto Izurieta, afirmou nesta terça-feira (9) que o governo não vai desistir de tais ações.

Entre os atos violentos relatados, houve o lançamento de uma bomba caseira perto do Comando Subzonal de Esmeraldas, sem relatos de feridos ou danos materiais.

Em Quito, um veículo que continha dois cilindros de gás foi incendiado à noite na zona sul, enquanto se registrava uma explosão em uma das faixas de pedestres de uma rodovia que liga a um vale próximo.

O presidente da Corte Nacional de Justiça, Iván Saquicela, denunciou a detonação de uma bomba caseira à porta de sua casa, na capital do país.

A polícia divulgou nesta tarde a prisão de dois suspeitos de plantarem uma bomba caseira: os criminosos teriam deixado uma mala abandonada e a incendiaram nos fundos de uma unidade policial de Quito.

Também foram registradas detonações na cidade andina de Cuenca e acontecimentos violentos nas províncias de Loja e Chimborazo.

Em Chimborazo foi registrada a fuga de presos, entre os quais Fabricio Colón Pico, que foi detido na semana passada logo após a procuradora-geral do Estado, Diana Salazar, o mencionar no planejamento de uma suposta conspiração contra sua vida.

O Serviço Nacional de Atenção Integral a Adultos Privados de Liberdade e Adolescentes Infratores (SNAI) não se pronunciou sobre a fuga dos presos nem sobre o caso de Colón Pico.

No entanto, o prefeito de Riobamba, John Vinueza, afirmou que Colón Pico é um dos 32 fugitivos da prisão daquela cidade. Os presos saíram pela guarita dois daquele centro prisional.

Agentes sequestrados

Durante os incidentes nas prisões, circularam vídeos de pessoas vestidas com uniformes de agentes penitenciários, lendo mensagens dos presos nas quais pediam ao chefe de Estado, Daniel Noboa, que parasse com suas ações de controle naqueles estabelecimentos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo