InternacionalNotícias

Milei chama presidente colombiano de “comunista assassino” e detona crise diplomática

Colômbia Convoca Embaixador para Consultas Imediatas

O presidente argentino, Javier Milei, provocou uma crise diplomática entre os países ao rotular o presidente colombiano, Gustavo Petro, como um “comunista assassino”.

O ministério das Relações Exteriores da Colômbia emitiu um comunicado nesta sexta-feira (26), expressando protesto contra as afirmações “desrespeitosas e irresponsáveis” do argentino. Além disso, convocou “de maneira imediata” seu embaixador Camilo Romero para consultas.

Milei fez suas declarações à Patricia Janiot, conhecida apresentadora colombiana-americana, na quinta-feira (25). Durante a entrevista, ele descreveu Petro como um “comunista assassino que está afundando a Colômbia”, definiu o chileno Gabriel Boric como “alguém que tem as ideias incorretas” e se referiu ao presidente de El Salvador, Nayib Bukele, como “alguém que apesar da adversidade conseguiu levar a cabo seu programa de governo”.

“O governo da Colômbia rejeita energeticamente essa declaração, que atenta contra a honra do primeiro mandatário, que foi eleito de forma democrática e legítima. As palavras do Presidente Milei desconhecem e vulneram os profundos laços de amizade, entendimento e cooperação que historicamente uniram a Colômbia e a Argentina”, diz o comunicado de protesto da chancelaria colombiana.

O texto também menciona que, devido à “consequência das circunstâncias criadas pelas palavras” de Milei, o governo colombiano convoca seu embaixador Camilo Romero, representante da Colômbia na Argentina, para consultas de maneira “imediata”.

Ex-líder de guerrilha violenta e preso por porte ilegal de armas: o passado do primeiro presidente esquerdista da Colômbia

O primeiro presidente da Colmbia, Petro, de orientação esquerdista e com uma trajetória política questionável, também ocupou cargos políticos como prefeito de Bogotá e Senador. Durante a turbulenta década de 1980, esteve envolvido com o Movimiento 19 de Abril, ou M-19, uma guerrilha armada conhecida por suas ações violentas e radicais. Mais alarmante ainda, foi detido em 1985 por porte ilegal de armas, evidenciando sua inclinação para a ilegalidade e a desordem.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo