Publicidade
Publicidade

Política

Sobre a vida política.

PEDRO CHAVES CONVERSA COM AMBIENTALISTAS E RURALISTAS SOBRE GESTÃO E PROTEÇÃO DO PANTANAL

Relator na Comissão do Meio Ambiente do projeto de Lei do Senado (750/2011) que dispõe sobre a gestão e proteção do bioma Pantanal e autor da proposta de criação do Fundo Pantanal, o senador Pedro Chaves (PRB) participa na próxima segunda-feira (16), de audiência pública voltada sobre o tema na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

Aprovado por unanimidade na Comissão de Assuntos Econômicos em novembro do ano passado, o relatório do senador Pedro Chaves já se encontra em caráter terminativo na Comissão de Meio Ambiente. “Precisamos respeitar o direito de todos. O meu maior desafio será harmonizar os interesses entre ambientalistas e ruralistas que legitimamente defendem suas bandeiras cada qual com seus interesses. Nós podemos construir um modelo de desenvolvimento sustentável”, declarou.

Preocupado com a preservação do bioma Pantanal, Pedro Chaves realizará audiências públicas com entidades interessadas no assunto com objetivo de criar regras que produzam emprego e renda na região e, ao mesmo tempo, não provoquem danos ao meio ambiente. “Nosso grande desafio é harmonizar o desenvolvimento da atividade produtiva com a preservação do Pantanal que, sem dúvida alguma, é um dos maiores patrimônios ambientais do Brasil e do mundo” Saiba mais…

AMIGOS DE TEMER VIRAM RÉUS POR ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA

O juiz Marcos Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara da Justiça Federal, em Brasília, aceitou denúncia de organização criminosa contra nove pessoas, entre elas integrantes do MDB e dois amigos próximos do presidente Michel Temer, o coronel João Baptista de Lima Filho e o advogado José Yunes.

Os acusados passam agora à condição de réus e responderão a uma ação penal.

A denúncia, referente ao chamado “quadrilhão do MDB”, foi apresentada originalmente em setembro do ano passado pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra Temer e alguns de seus aliados, como os ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha (RJ) e Henrique Eduardo Alves (RN), além do ex-ministro Geddel Vieira Lima (BA) e do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PR).

Ele apontou a existência de uma organização que desviava recursos de vários órgãos públicos para integrantes do partido.

Os acusados negam envolvimento em ilícitos.

Depois que a Câmara dos Deputados barrou o prosseguimento da ação contra Temer, o caso foi remetido à Justiça Federal no Distrito Federal para que os envolvidos sem prerrogativa de foro sejam processados.

No último dia 21, a Procuradoria da República no DF ratificou a denúncia original e fez um aditamento, acrescentando cinco novos acusados ao caso, entre eles Yunes e Lima. Também são acusados os corretor Lúcio Funaro, Altair Alves Pinto e Sidney Szabo, apontados como auxiliares de Cunha no esquema investigado. Saiba mais…

LULA ASSISTIU A TÍTULO DO CORINTHIANS EM SALA ESPECIAL NA PF

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva assistiu de sua cela à vitória do seu time, Corinthians, que foi campeão do Paulista contra o Palmeiras neste domingo (8), segundo a reportagem apurou.

O time alvinegro ganhou o jogo por 1 a 0 e levou a decisão para os pênaltis.

Cássio, goleiro do Corinthians, fez duas defesas e garantiu o título em pleno Allianz Parque lotado.

A Polícia Federal e o juiz Sergio Moro autorizaram a instalação de uma TV na sala especial montada para o ex-presidente. A partida foi transmitida pela Globo do Paraná.

Os demais presos, normalmente, têm televisões coletivas. Saiba mais…

ZANIN DIZ QUE DEFESA CONTINUARÁ A TOMAR MEDIDAS PARA REVOGAR PRISÃO DE LULA

O advogado Cristiano Zanin, da equipe de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, informou hoje (8) que o ex-presidente está indignado pela situação, mas está bem. Sem dar detalhes, Zanin disse apenas que conversou com Lula, mas que por ser um diálogo entre advogado e cliente não poderia dar mais informações.

Zanin afirmou que a defesa vai continuar a tomar medidas para que a prisão seja revogada, e admitiu que os advogados analisam a possibilidade de pedir a transferência do petista para São Paulo. “Vamos analisar [eventual pedido de transferência]. Mas não posso adiantar as estratégias da defesa. O que entendemos é que não há motivo jurídico para ele estar preso e vamos tomar as providências para que a prisão seja revogada”, disse.

Sobre a possibilidade de o Supremo Tribunal Federal (STF) reverter a prisão de Lula, ele disse que “acredito em uma reversão no STF, porque isso não é compatível com a nossa legislação. Nem a condenação, tampouco a prisão para o cumprimento antecipado de pena”.

Também em entrevista, a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, disse que o ex-presidente Lula está tranquilo e bem. Ela disse que não esteve com Lula, mas que conversou com o advogado Cristiano Zanin. Segundo a senadora, o defensor informou que o ex-presidente foi bem tratado e respeitado quando chegou ontem (7) à Superintendência da Polícia Federal na capital paranaense. Saiba mais…

LULA PODE SER CANDIDATO E ELEITO MESMO PRESO? ENTENDA

Mais de 24 horas após o prazo dado pelo juiz Sérgio Moro para o ex-presidente Luiz Inácio Lula se apresentar, ele saiu caminhando, da sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em direção a carros da Polícia Federal. A partir de agora, o petista ocupará um das celas da superintendência da PF em Curitiba.

Até o momento, Lula é pré-candidato do PT à presidência da República e lidera as pesquisas de intenção de voto em todos os cenários, segundo dados do Datafolha.

Mas, após condenação no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), a 12 anos um mês em regime fechado, o petista foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa e está impedido de concorrer a cargos políticos.

Mas o que muitos têm se perguntado é se há brechas na lei que permitem a sua candidatura? Ou ainda se ele poderá disputar o pleito mesmo preso.

A reportagem do UOL conversou com o advogado e professor de Direito Constitucional da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), Carlos Gonçalves Junior, que explica que “a legislação brasileira permite que qualquer cidadão realize um pedido de registro de candidatura”. Saiba mais…

FIM DAS NEGOCIAÇÕES: LULA DEVE SE ENTREGAR APÓS MISSA

Após intensa negociação entre advogados e aliados de Luiz Inácio Lula da Silva e a cúpula da Polícia Federal, o ex-presidente deve se entregar na tarde deste sábado (7). O canal de diálogo foi aberto após a decisão inicial de Lula de não se entregar para o cumprimento da ordem de prisão emitida pelo juiz federal Sérgio Moro na última quinta-feira (5).

Desde então, o líder petista  está abrigado no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo, onde na manhã deste sábado (7) deve se pronunciar e se entregar após a celebração da missa em homenagem a Marisa Letícia, que hoje completaria 68 anos.

Não foram divulgados os nomes das três pessoas que conduziram as negociações, por parte de Lula, com a Polícia Federal, relata o Estado de São Paulo. Já do lado da instituição, o diálogo foi liderado pelo delegado Igor Romário de Paulo, o qual afirmou que apesar do impasse era remota a possibilidade dos agentes entrarem à força para prender o ex-presidente no sindicato.

Missa

A missa em homenagem ao aniversário da ex-primeira-dama Marisa Letícia deve ser marcada pelo discurso de indignação do ex-presidente Lula, seu companheiro por 42 anos. Marisa Letícia Lula da Silva faleceu em 3 de fevereiro de 2017, aos 66 anos, vítima de um AVC, após uma série de acusações que a tornaram ré de duas ações penais no âmbito da Lava Jato, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. As acusações foram extintas após a sua morte. Saiba mais…

LULA CHORA E GRAVA ÁUDIO PARA VÍDEO QUE SERÁ DIVULGADO APÓS PRISÃO

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva gravou a locução para um vídeo de animação produzido pelo PT para ser divulgado depois que o petista estiver preso. Segundo pessoas que acompanharam a gravação, os trabalhos foram interrompidos diversas vezes. A cada frase a voz de Lula ficava embargada. Conforme as informações, em ao menos uma dessas vezes ele chorou.

Quem presenciou a cena atribuiu o choro ao tom emotivo da animação na qual Lula, em primeira pessoa, conta sua história desde a fuga da fome em Pernambuco em um caminhão pau-de-arara ao lado da mãe, dona Lindu, e cinco irmãos, até a trajetória como líder sindical, a fundação do PT e a chegada à Presidência da República. “Não tenho medo do que vem no futuro”, diz Lula no vídeo.

Várias pessoas que estavam na sala de gravação também foram aos prantos junto com o ex-presidente. Diversos parentes de Lula estiveram na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP) na sexta-feira (6), onde ele está. Entre eles, os irmãos Frei Chico, Vavá (em uma cadeira de rodas em razão de uma perna amputada em decorrência de diabetes) e Maria. Os filhos Fábio Lula e Lurian também estavam com o pai e passaram a madrugada dormindo com ele.

Com informações do Estadão Conteúdo.

LULA DECIDE NÃO SE ENTREGAR À POLÍCIA EM CURITIBA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu não se entregar à Polícia Federal, em Curitiba.

Segundo adianta a Folha de S. Paulo, a decisão de Lula foi tomada por volta das 8h30 da manhã desta sexta-feira (6).

O petista passou a noite no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, em companhia dos filhos, amigos e dirigentes do PT.

AGENTES FEDERAIS VIGIAM PASSOS DE LULA, DIZ REVISTA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem até às 17h desta sexta-feira (6) para se entregar na sede da Polícia Federal em Curitiba. No entanto, caso o petista não se entregue, agentes da PF já monitoram os seus passos, segundo informa a revista Veja.

A publicação destaca que agentes disfarçados seguiram os passos de Lula desde o momento em que ele encerrou o expediente no Instituto Lula, na capital paulista, e seguiu para a sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo. Saiba mais…

MORO TEM OBSESSÃO, ÓDIO E RANCOR A LULA, DIZ GLEISI HOFFMANN

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou na noite desta quinta-feira, 5, que não há outro motivo para justificar a decisão do juiz Sérgio Moro de emitir um mandado de prisão contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que “não seja a sua obsessão, ódio e rancor” ao ex-presidente.

“Chega a ser doentio por parte do juiz Moro não observar prazos recursais que ainda temos diante do TRF-4, sequer esperar a publicação da decisão do STF. Isso é um atentado à democracia, aos direitos do presidente Lula”, afirmou a senadora. “Moro não conseguiu mostrar provas nem o crime que Lula cometeu”, acrescentou. Saiba mais…